domingo, 2 de dezembro de 2018

Seguir em frente



Faça a escolha certa, mas seguindo em frente. O passado foi um grande aprendizado. Sabe o futuro? Ele está logo ali” - Ana Frazão.

Pois é, chegar aos últimos trinta dias do ano e ter a sensação que praticamente nada alcançou de tudo que tanto desejou no início é frustrante. Mas, não adianta chorar o leite derramado, agora é limpar o fogão e evitar que seja derramado da próxima vez. Em outras palavras, seguir em frente. Ainda que para isso, hercúleo esforço tenha que ser feito.

Um cântico bem sugestivo do tempo de juventude: “Dê um sorriso só, sorriso aberto, sorriso certo, cheio de amor. Quem tem Jesus, gosta de cantar, está sempre sorrindo, mesmo quando não dá, tropeça aqui, oi, cai acolá, mas de novo levanta e começa a cantar”.

A força motivadora deve ser o futuro, aonde você quer ir, em que destino quer chegar. Lembrar-se do passado como um aprendizado, mas pode e deve ser diferente, caso tenha sido decepcionante.

Como ensina o apóstolo, “esquecendo-me das coisas que para trás ficam e, avançando para as que estão adiante de mim, prossigo para o alvo”.

Não desista, siga em frente!

sábado, 1 de dezembro de 2018

30 dias


No dia primeiro de janeiro deste ano, com muita probabilidade, você desejou vencer alguns desafios. Quem sabe, como uma amiga, o desejo de ler um livro por mês e, segundo seu testemunho, nem o de janeiro terminou ainda. Ou quem sabe, perder aqueles quilinhos a mais! Ou quitar aqueles compromissos financeiros e nunca mais se endividar. Incluindo o dia de hoje, você viveu trezentos e trinta e cinco dias e, de repente, percebe que nada ou quase nada de suas metas foi alcançado.

Baixa auto-estima. Decepção. Desapontamento. Desencanto. Fracasso. Frustração. Sentimentos que passeiam em sua mente e tentam fazer morada, expulsando você do conforto e lançado para baixo.

Percebendo que o ano praticamente se despediu, uma das primeiras reações é: ano que vem será diferente. E as mesmas promessas, os mesmos desafios e o alistamento de metas surgem como das outras vezes.

Deixe-me dizer uma coisa: não será diferente, será como das outras vezes, se você insistir no intento de começar no ano que vem. Uma das possíveis mudanças no quadro é começando agora. Ainda faltam trinta dias. Comece agora. Assim, ano que vem será diferente.