sábado, 14 de maio de 2016

Oração de Família

Oração da Família

Padre Zezinho escreveu uma poesia sobre família. É a “Oração da Família”. Beleza de texto. Leia abaixo.


Que nenhuma família comece em qualquer de repente.
Que nenhuma família termine por falta de amor.
Que o casal seja um para o outro de corpo e de mente.
E que nada no mundo separe um casal sonhador.

Que nenhuma família se abrigue debaixo da ponte.
Que ninguém interfira no lar e na vida dos dois.
Que ninguém os obrigue a viver sem nenhum horizonte.
Que eles vivam do ontem, no hoje em função de um depois.

Que a família comece e termine sabendo aonde vai.
E que o homem carregue nos ombros a graça de um pai.
Que a mulher seja um céu de ternura, aconchego e calor.
E que os filhos conheçam a força de onde brota o amor.

Que marido e mulher tenham força de amar sem medida.
Que ninguém vá dormir sem pedir ou dar seu perdão.
Que as crianças aprendam no colo o sentido da vida.
Que a família celebre a partilha do abraço e do pão.

Que marido e mulher não se traiam nem traiam seus filhos.
Que o ciúme não mate a certeza do amor entre os dois.
Que no seu firmamento a estrela que tem maior brilho.
Seja a firme esperança de um céu aqui mesmo e depois.

Família, vale a pena investir nela. É o nosso maior patrimônio!

terça-feira, 10 de maio de 2016

A arte de criar filhos

Descobri quem melhor sabe criar filhos. Anote, é importante demais: Quem melhor sabe criar filhos é quem ainda não teve.

É mito que hoje é muito difícil criar filhos. Sempre foi!

Mesmo com tais complexidades, arrisco dicas de como criar filhos. Destaco que perdi a fonte, não é minha.

1ª - Conheça bem seus filhos
Quanto mais tempo passamos com os filhos, mais aprendemos com eles e deles.

2ª - Nunca force a perfeição
A figura clássica de filhos reprimidos por não serem os melhores é algo muito nocivo.

3ª - Permita sempre a argumentação
Eles não tem que dizer o que pensam toda hora, mas um pouquinho de “desrespeito” é algo saudável.

4ª - Bom relacionamento entre mães e garotos
Parece novidade, mas os meninos são os que mais precisam da presença feminina em casa.

5ª - Acompanhe sua saúde mental
Nenhuma criança é 100% estável mentalmente se os pais tiverem problemas nesse sentido.

6ª - Não desista de seu casamento
Um dos maiores trunfos de educação dos filhos está na relação entre você e seu cônjuge, casamento estável aumenta as chances de segurança emocional dos pequenos.

7ª - Dê liberdade aos filhos
É primordial deixar os filhos saírem pouco a pouco das asas dos pais.

8ª - Estimule a autocompaixão
Uma criança não deve ser incentivada a reprimir seus pensamentos e sentimentos.

9ª - Seja positivo
A agressividade infantil está diretamente relacionada ao clima emocional que encontra em casa.

10ª - Brinque muito desde cedo
Uma criança precisa de pais que possam representar uma companhia divertida nas horas alegres.

A Bíblia diz que “os filhos são herança do Senhor”. Sejamos cuidadosos na criação deles.

sábado, 7 de maio de 2016

Quem não se lembra?

Zilanda Valentim, nas décadas 70 e 80, gravou a música “Mãe”. A letra destaca:

“Eu me lembro ainda em criança, mãe a me ensinar, 
Que Deus era grande e amava a mim! 
Hoje eu canto, sou de Jesus, graças a minha mãe. 
Eu louvo a Deus, por minha mãe!
Mãe, mamãe, quando pequeno por mim a olhar
Nome mais doce não existe, foi Deus que assim quis
Mãe, mãe, dádiva de Deus, concedida a mim”.
Uma parte era declamada:
“Mãe, hoje é seu dia, por isso quero vê-la mui feliz
Talvez a senhora nem se lembre mais
De quando pequeno me ensinava que Jesus me amava.
Mãe, de coração, muito obrigado pelo que fez por mim!
Que Deus a recompense!”.

Embora seja da categoria de humanos, a mãe, na relação com os filhos, parece ser meio divina. Ainda que tenhamos grandes diferenças no que cremos, Agatha Christie foi muito feliz ao afirmar: “O amor de mãe por seu filho é diferente de qualquer outra coisa no mundo. Ele não obedece à lei ou piedade, ele ousa todas as coisas e extermina sem remorso tudo o que ficar em seu caminho”. Júlio Dantas, mais objetivo, confirma: “Pode secar-se, num coração de mulher, a seiva de todos os amores; nunca se extinguirá a do amor materno”.

Mãe não deveria ser substantivo. Nem adjetivo. Nenhuma classe gramatical. Deveria ser inclassificável. Ou então, uma interjeição.
Quem não se lembra daquele sorriso encorajador? Do rosto sério na hora da bronca? Daquela mão dócil acariciando? Do abraço caloroso no momento da dor? Daquele canto suave na hora de dormir? Daquela coragem de guerreira diante do perigo? Da solidariedade em repartir o pouco que administrava?

Quem não se lembra?

*Foto de Noemy Ferreira Lima, minha mãe, há três anos descansa no Senhor.

segunda-feira, 2 de maio de 2016

O gesto de Kauane


Salão enfeitado, alunos eufóricos, famílias sorridentes, o dia da formatura. A cidade é Mossoró, no Rio Grande do Norte, 9 de abril de 2016, turma de Serviço Social da Universidade Potiguar.
Kauane, jovem de vida simples, figura entre os formandos. Após receber e erguer o seu diploma, ato contínuo, pega uma enxada, deixada perto estrategicamente, e ergue em homenagem aos seus pais, trabalhadores rurais. Gesto emocionante que impacta a todos, viraliza na internet e rende matéria nos principais jornais. Lembrei-me de meu pai ao criar oito filhos tendo a enxada como principal instrumento de trabalho.
Destacou a formanda: “Eu sempre sonhei ser jornalista. No sítio onde eu morava não tinha energia elétrica nem televisão. Eu escutava rádio e dizia para minha mãe que um dia ia me formar e aparecer na televisão. A homenagem foi de última hora, ninguém sabia e foi muito emocionante. Quando descia as escadas com a enxada nas mãos e vi meus pais, quase morri de chorar porque percebi a alegria deles. Meus pais nunca reclamaram da vida, apesar das dificuldades, eu quis demonstrar o meu amor”.
Filhos, valorizem seus pais! Mesmo não alcançando algo que você deseja, eles são bênçãos do Senhor e, salvas exceções, fazem grande esforço para o seu bem.
A Bíblia assim orienta: “Filhos, obedeçam em tudo aos seus pais e honra a teu pai e tua mãe para que te prolonguem os dias na terra que o Senhor teu Deus te dá” - Efésios 6.1-2.

domingo, 1 de maio de 2016

Família, nosso maior patrimônio

Pregando em nossa Igreja no dia 03 de maio de 2015, a psicóloga Elaine Barcelos, minha cunhada, destacou a família como bem maior.

Registro aqui anotações que fiz de sua palestra:

Vivemos um caos em relação à família. Vivemos um conflito de valores em relação à família. Mas suas experiências, boas ou ruins, não tiram o valor da família. Viver em família é viver os desafios que esse tempo impõe. A sociedade está doente porque a família está adoecida. Tudo hoje é permitido, mas não podemos relativizar a palavra de Deus em função do que a sociedade pensa.

Destacou a,Drª Elaine Barcelos. Segundo a Bíblia,
1º - A família é indissolúvel!
2º - A família é algo divino.
3º - A família é o lugar onde plantamos para colher.
Concluiu assim:
Tudo em família só é possível com a graça de Deus! Deus pode mudar qualquer realidade familiar!

A tendência moderna, embora a artimanha seja milenar, é de total desvalorização da família dentro do padrão bíblico. Quem assim crê, é retrógrado, ultrapassado e fundamentalista. A sociedade experimenta os danos de suas escolhas. Escolha bem, sua família agradece.

Assim como aprendemos naquele dia, espero que você também aprenda hoje. A família é o bem maior que possuímos!