sábado, 31 de março de 2012

Gratidão, algo imprescindível nas nossas vidas. Seja grato!



Léo Borges

São seis anos de luta, seis anos de lágrimas, vitórias e crescimento. Ainda agora estava lendo um texto que me fez lembrar tudo que já passei na minha carreira profissional e pessoal, onde sempre tentei ajudar ao máximo as pessoas que estão perto de mim, seguindo desde moleque os ensinamentos bíblicos e familiares. Infelizmente nem sempre recebemos um obrigado de retorno, mas, pra que isso? 

Na verdade tudo que nós fazemos, positivamente, deve ser visto por Deus, assim como negativamente, quando ele nos perdoa. Quem me conhece há pouco tempo, talvez n conheça minha história no esporte da cidade e no jornalismo esportivo. Mas tudo que eu conquistei, pouco ainda perto do que pretendo e do que Deus tem pra mim, foi com muito suor, lágrimas e muito investimento em mim mesmo. 

Claro, meu patrão (Deus) me deu o empurrão que eu precisava para iniciar nisso que eu mais amo na vida, o esporte e o jornalismo esportivo. Em 2005, em Florianópolis, quando ganhei um gravador de fita do querido Marcos Paulista, que havia me dito que Deus estava mandando ele me dar, pois aquilo seria o primeiro passo naquilo que Ele tinha pra mim, eu tive um sonho de fazer a diferença. E tenho cumprido muito bem essa missão, já que desde então consegui, graças a Deus, com a ajuda também dos familiares, amigos, colaboradores e todos que nos acompanham, um site maravilhoso, um jornal maravilhoso e um programa de tv de grande audiência. Isso me enche de orgulho, mas principalmente de responsabilidade, pois fui chamado para fazer a diferença e não ser mais um.

Aprendi que todas as vezes que eu ia a pé para o Correão, chorando e sofrendo perseguições, me ajudaram a crescer, a amadurecer. Todas as vezes que fui ao Aracy Machado, triste, porque não tinha nem dinheiro de passagem de volta, me fez mais forte. Mas, aprendi a ser principalmente a ser grato. Gratidão, algo que faz reconhecer o quão importante é DEUS e as pessoas nas nossas vidas. 

Se você é um ser ingrato, mude sua postura, pois certamente não fará a diferença neste mundo. Sou grato por pessoas que me ajudaram quando eu ainda "engatinhava" na vida e no caso deste texto, no lado profissional. Como esquecer de mencionar André Santos, Andreia Maciel, Carlos Alberto Galvão, Anderson Mangueira LopesRoberta Costa Moraes, Danielle Daher, Cristiane Zotich, pessoas que lá atrás me ensinaram muito e me ajudaram de maneira direta e indiretamente a chegar onde estou, com o Grupo Na Jogada, o único de comunicação esportiva em Cabo Frio e que está se tornando regional.

Mesmo que hoje todos nós tenhamos direções distintas, não posso ser injusto. Sou eternamente grato por todo ensinamento que me foi dado. Eternamente grato a toda oportunidade que me foi dada quando eu ainda não sabia nada.

Se você não é grato a todos aqueles que de alguma maneira te fizeram ser o que é hoje, infelizmente, você não crescerá mais do que é. Precisamos ser gratos, é uma palavra pequena, mas de uma representatividade grande na minha vida e que pra mim faz grande diferença. Discursos bonitos, palavras inteligentes não adiantam de nada quando a atitude não é praticada.

Que o Senhor Jesus nunca permita que eu seja injusto com TODOS aqueles que me ajudaram a estar aqui, crescendo naquilo que eu mais gosto de fazer e principalmente pelo homem que me tornei. Obrigado a todos vocês, estarão presente na minha vida até que eu n esteja mais aqui!

O Disfarce do Lobo*

Pr. João Soares da Fonseca - Pastor da PIBRJ
Li a antiga história de um pastor de ovelhas que estava preocupado. É que o seu rebanho estava se encolhendo a cada dia. Sumiam ovelhas de modo inexplicável. O pastor, sendo jovem e inexperiente, não sabia mais o que fazer. Um dia, em conversa com um veterano pastor, desatou-se o nó do mistério: uma das ovelhas devia ser, na verdade, um lobo disfarçado no meio das ovelhas.
- Mas como o reconhecerei? - quis saber o jovem pastor.
- Simples - ensinou o velho pastor - pegue uma vara e faça desfilar as ovelhas diante de você, uma por uma. Dê então uma firme varada em cada uma.
O jovem seguiu o conselho. Cada ovelha que recebia uma varada se encolhia um pouco, mas ia embora; e assim foi. Até que uma das ovelhas, ao receber a varada, rosnou de modo ameaçador, quase atacando o pastor. O problema estava resolvido. Era o lobo, disfarçado de ovelha.
Quando o profeta Natã repreendeu o rei Davi, o rei Davi ficou triste e se arrependeu do seu pecado (2Sm 12.1-15). Mas quando o profeta João Batista denunciou o pecado de um outro rei, Herodes, o tempo fechou. Diferentemente de Davi, Herodes não era ovelha; era lobo, que nem se deu ao trabalho de se disfarçar. Herodes puniu o mensageiro de Deus. Mandou degolar João Batista. O lobo não suporta a vara da Palavra de Deus. Ele arreganha os dentes e rosna contra a correção da Palavra. O Senhor disse: "…eis para quem olharei: para o humilde e contrito de espírito, que treme da minha palavra" (Is 66.2). Ao falar do Messias, Isaías diz que ele "ferirá a terra com a vara da sua boca" (Is 11.4). A Palavra do Senhor é vara que a um só tempo redime, revigora e repreende. Como é que você tem reagido a ela?

Pr. João Soares da Fonseca

*Pastoral, Domingo,  01 de abril de 2012

Desânimo*

Antes de conversarmos um pouco sobre 'desânimo' é preciso que saibamos o que significa esta palavra tão utilizando entre nós como desculpa para não fazer algo, por exemplo.
De acordo com o Dicionário de Português Michaelis: "(des+ânimo) Falta de ânimo; abatimento, desalento.Antôn: entusiasmo." E este abatimento precede a desistência.

O versículo 33 de João 16, diz: "Eu lhes disse essas coisas para que em mim vocês tenham paz. Neste mundo vocês terão aflições; contudo, tenham ânimo! Eu venci o mundo."

Jesus nos alerta quanto as dificuldades da vida neste mundo e nos orienta a ter ÂNIMO. Quando uma tempestade se inicia, é comum todos se assustarem. Ventos fortes, trovões, raios...ninguém consegue nem sequer sair do lugar em meio a tempestade porque corre riscos. As tempestades da vida não são diferentes. As circunstâncias contrárias nos assustam, ficamos com medo de continuar e por conta disso, desanimamos.

O desânimo nos faz parar. Alguns, desanimados perdem oportunidades tão boas de crescer. O exemplo clássico é a escola, por causa do desânimo alguns desistem e não concluem os estudos...alguns anos depois, sofrem por conta disso...e tudo começou com o desânimo que nos abate diante das dificuldades que enfrentamos.

O mesmo ocorre quando oramos e não vemos respostas imediatas. Ontem mesmo, enquanto pregava sobre desânimo em nossa Congregação, uma irmã querida compartilhou conosco que sua mãe (hoje com 89 anos), orou por 40 anos pela conversão do seu esposo, e daqui a alguns meses eles irão completar 70 anos de casados! Foram 40 anos de oração constante, meus irmãos. Eu disse 40 anos!!! Imagine se esta mulher desanimasse? Você acha que o desânimo em alguns momentos não bateu em sua porta?! É claro que sim. Mas a diferença esta aí...quando cremos além das circunstâncias.

A palavra chave é: PERSEVERANÇA. Ninguém acredita, mas eu continuo crendo que Deus vai fazer, e NADA, absolutamente NADA me impede de crer. Precisamos caminhar assim. Não é fácil, mas "E Jesus lhe disse: Ninguém, que lança mão do arado e olha para trás, é apto para o reino de Deus." (Lucas 9.62)

Não se deixe desanimar! Continue a lutar. Continue a orar! Tome pra você hoje as palavras do próprio Jesus: "Tenha bom ânimo!". Levante a cabeça. Vamos continuar. É tempo de perseverar! É hora de continuar crendo no Todo Poderoso.

Deus abençoe a sua vida!
Pr. Ciro Mendes Freitas

O pedido de perdão de Alair Correa*

A cidade hoje ficou pasma com a sessão da Câmara em que o Sr Alair Correa pediu perdão em publico de forma emocionada a todos aqueles que durante a sua vida politica ele teve algumas diferenças,nomes com Marquinhos Mendes,Dr Carlos Magno,Professor Sepúlveda, e etc...

Alguns estão achando que isso é uma jogada politica,pois depois que sua imagem ficou  manchada com a fama de perseguidor e vingativo ele perdeu espaço,outros estão achando que para agradar os religiosos da cidade que são maioria esmagadora ou qualquer outra coisa do gênero.Eu vos garanto que não !!!

Há mais ou menos três anos e pouco eu venho acompanhando o Sr Alair de perto e sou uma das poucas pessoas que posso assegurar que esse ato é obra do Espirito Santo na vida do ex-prefeito,ele tem buscado esse sentimento,ele tem buscado esse coração puro,esse perdão veio do fundo do coração dele.

Sr Alair vem passando por transformações profundas,e os constantes problemas que ele tem enfrentado tem aproximado cada dia mais ele do Criador,ele vem fazendo constantes perguntas a Deus,e uma dessas perguntas é: O que eu tenho que fazer ? Aonde eu tenho que melhorar ? O que eu tenho que reparar ?

O Sr Alair viu uma mensagem na TV no domingo sobre a vida Jacó que impactou profundamente a vida dele,motivo que o levou a pedir perdão em publico a todos aqueles pelo qual ele precisava mencionar,vocês acham que um homem de 69 anos,que já foi prefeito três vezes,já foi deputado duas vezes,e que sempre apresentou um imagem forte e opulente iria a publico se humilhar e pedir perdão se não fosse obra do Espirito...

E que todos assim com o SR Alair Correa também encontre essa graça.e consiga vencer o seu orgulho,e abrir mão da sua razão,pois o primeiro que fez isso foi Cristo na Cruz do Calvário...

Parabéns Sr Alair e continue avançando na sua conversão ao Eterno,pelo qual todos os joelhos um dia se dobrarão e toda língua um dia confessará,eu sou testemunha de tudo que tem acontecido em sua vida espiritual.

Em Cristo.
Pr. Fabricio Valladares



*http://blogdopastorfabricio.blogspot.com.br/

AH, SE EU TE PEGO!*

Pr. Isaltino Gomes Coelho Filho

Não escuto rádio e sou muito seletivo com tevê, no pouco tempo em que a assisto. Aliás, já ficamos sem instalar a tevê por uns três meses, em casa. Não ouço música e assim ignoro muitos modismos. Por isso não conheço a música que dá título a esta pastoral. Ouvi seus primeiros acordes num lugar em que hospedei. A cozinheira tinha um celular cujo toque era o refrão da música. Nos momentos em que o celular não a chamava e ela não se punha a conversar abobrinhas (este paulistês é bom!), ela cozinhava.
O cantor desta música foi pego. Numa blitz da lei seca. Bebera mais que o permitido. Distraiu-se na vida. Queria pegar alguém. Foi pego pela Polícia. Mas antes fora pego pela garrafa. Achei irônico, e algumas coisas me vieram à mente: (1) Há distrações perigosas. Distrair-se ao volante, por exemplo. E também na vida espiritual; (2) As pessoas tendem a pensar “Isso acontece com os outros, mas não comigo!”. As blitze sucedem, mas as pessoas insistem em passar do limite; (3) Aqui já entra mais o espírito irônico do carioca (eu o sou, por direito de nascimento): nem sempre pensamos que o que desejamos para os outros sucede conosco. Os outros podem fazer o mesmo conosco. Então, fãs do Teló, não fiquem melindrados por eu brincar com o seu ídolo: queria pegar e foi pego.
Nada tenho contra o cantor. Na realidade, nunca vi o seu rosto porque não o vi cantar, e na reportagem, ele cobriu o rosto para não ser filmado. Mas pus-me a lucubrar (bonito, né?) .Já pensou se acontece conosco o que gostaríamos que acontecesse com os outros? Já pensou que assim como você “tesoura” a vida alheia alguém “tesoura” a sua?
Achei irônico o sucedido. Lembrei-me das palavras de Jesus: “Tudo quanto quereis que os homens vos façam, fazei-o vós também a eles” (Mt 7.12). Ele queria pegar alguém. Pegaram-no. Em nível diferente, mas pegaram.
O sentido de “pegar”, na música,  é um. O da Polícia foi outro. Por isso, lembro que no dia do juízo todos seremos pegos: “Igualmente o reino dos céus é semelhante a uma rede lançada ao mar, e que apanha toda a qualidade de peixes. E, estando cheia, a puxam para a praia; e, assentando-se, apanham para os cestos os bons; os ruins, porém, lançam fora. Assim será na consumação dos séculos: virão os anjos, e separarão os maus de entre os justos, e lançá-los-ão na fornalha de fogo; ali haverá pranto e ranger de dentes” (Mt 13.47-50). No dia final, Deus fará uma grande blitz. Você será pego. Estará preparado?
*Pastoral do boletim da Igreja Batista Central de Macapá, 25.3.12

PODEMOS APRENDER COM A EXPERIÊNCIA DA DOR

"O mundo não acaba na semana que vem".
Disse o ex-presidente Lula, numa entrevista depois que os médicos anunciaram que seu tumor na laringe desapareceu com o tratamento (quimioterápico e radioterápico).
A frase tem a ver com o seu estilo de vida alucinado após deixar a presidência. Num curto período, disse, ele visitou 30 países. Garantiu que não vai mais fazer isto.
Suas palavras revelam que aprendeu com a experiência da dor. A maioria de nós aprende e uma maioria nesta maioria esquece o que aprendeu.
Todo dia de manhã, ao caminhar, passo por um ex-vizinho. Ele era muito gordo. Doente, teve que fazer uma cirurgia cardíaca. Ficou magrinho. Andava de manhã. Agora, não anda mais. Está gordo de novo. Parece estressado porque ele vai para o trabalho com o ticket da passagem na mão. Possivelmente esqueceu o que aprendeu com o sofrimento.
As palavras do ex-presidente, tiradas da sabedoria popular, têm a ver com o desejo de uma vida equilibrada. Se o mundo não vai acabar semana que vem, o mundo pode esperar um pouco e não precisa ditar o ritmo da nossa vida.
O ex-presidente está certo.
O ex-presidente também está errado. O mundo pode acabar hoje ou semana que vem ou no próximo milênio. O dia e a hora ninguém sabe. Neste sentido, devemos viver como se o mundo fosse acabar hoje, para que não absolutizemos o presente e façamos hoje as coisas realmente importantes, e, ao mesmo tempo, como se fosse demorar a acabar, para que não morramos antes, sufocado pelo trabalho e pelos aborrecimentos.
Desejo-lhe um BOM DIA.
Israel Belo de Azevedo
PDP.png

sexta-feira, 30 de março de 2012

Amanhã, de 8h 29min até 10h 01min, na 105.9 FM, Cabo Frio, ou aqui: http://105fmcabofrio.com.br/

É amanhã!


Aniversário da 1ª Igreja Batista de Neves


Centro Missionário do Recife


Ontem, 29 de Março, para Honra e glória do Senhor Jesus , aconteceu aqui no Recife a inauguração do Centro Missionário, uma parceria da Junta de Missões Nacionais com a Junta de Missões Mundias. Contamos com a prescença do Presidente Pascoal Piragine Jr. (Convenção Batista Brasileira - CBB), Pr. Samuel Moutta (Gerente de Expansão Missionária da JMN), Pr. João Marcos (Diretor Executivo da JMM), Pr.Mauricio Manoel (Coordenador de Missões para Pernambuco), Pr. Marcos Azevedo (Representante de Missões Nacionais no Nordeste) e Dc. Lyncoln Araújo (Diretor do Seminário Teológico Batista do Norte do Brasil - STBNB).


Fonte: JMN Nordeste, pelo facebook.

Missionária Margarida Lemos

Agora pouco, por volta de 10h 30min, a secretária de nossa Igreja Paula falou com o pastor Valter, da Convenção Batista do Tocantins, e recebeu a informação "que a missionária Margarida ainda está no CTI, agora com os rins paralisados,  e ele ontem escutou no rádio que ela estaria sendo transferida para São Paulo, mas ele não tem como ter certeza disso".
De repente, mais tarde, teremos mais notícias.
Continuemos orando.

O primeiro a se classificar


O Escudeiro Batista tem nova direção - 3

Informamos aqui a nova direção d'O Escudeiro Batista e postamos uma foto do pr. Felipe de Oliveira. Em um e-mail muito carinhoso, ele informou que a foto não estava legal. Era a que tínhamos com mais facilidade. Solicitamos que nos enviasse outra, o que fez com rapidez, mas, em função com problemas da internet aqui, ainda não tínhamos postado.
Registramos que trata-se de jovem muito competente, com grande aceitação entre a liderança e com nobres ideais na causa do Mestre, sendo reconhecido como Diretor Executivo da JUBERJ. 
Com alegria, registramos a nova foto e reiteramos os mesmos votos de sucesso ao novo diretor. 

quinta-feira, 29 de março de 2012

Poesia

MÊS DA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL

Ah se não fosse a Escola Domincal!
O que saberíamos sobre Deus
Talvez nem  conhecêssemos o bem e o mal
Vivendo como meros infelizes ateus
 
Ah quando conheci a atraente EBD
Apaixonei-me pela organização
Não sei nem explidar o porque
Mas passei a amá-la de coração
 
As liçóes são indutivas e doutrinárias
Os professores todos competentes
A EBD inclui todas as faixas etárias
Com uma motodologia inteligente
 
A EBD é nota dez na mordomia
O tempo, a cooperação e vida total
contagia a toda membrezia
Parabéns,  Escola Bíblica Dominical
 
Pastor Aurecino Coelho da Silva
Presidente da Academia Brasileira Teológica de Letras
 

Relação Trabalhista: Pastor e Igreja

Gilberto Garcia*
O Tribunal Superior do Trabalho (TST), neste início de ano, numa decisão inédita reconheceu vínculo trabalhista de um pastor com uma Igreja, em função do comprovado desvio de finalidade eclesiástica, (...) possibilidade legal que há tempos vínhamos alertando, em Entrevistas, Palestras, Artigos, Debates, manifestações em Programas de Rádios, Televisão, Jornais, Sites, e, ainda, para Revistas Evangélicas, bem como, no site: www.institutojetro.com.br, e, ainda, site: www.direitonosso.com.br, de nosso Ministério de Atalaia Jurídico, de suporte legal-eclesiástico, neste novo tempo legal.
O compartilhar desta ótica jurídico-eclesiástica objetiva exatamente destacar, sobretudo, que referida decisão da Última Instância do Poder Judiciário Trabalhista é uma exceção no Sistema Jurídico Nacional, tendo, entretanto, instituído um perigoso Precedente Jurisprudencial, pois apesar de já existirem diversas decisões deJuízes do Trabalho e Tribunais Trabalhistas Regionais pelo Brasil no sentido de considerar empregados os religiosos que deixam de atuar especificamente em sua condição eclesiástica, quando comprovadamente caracterizado o desvio de atividade espiritual, sendo que estas, até então, eram rejeitadas pelo TST, às quais, doravante, passam a ter a possibilidade legal de terem assegurados direitos trabalhistas iguais a qualquer trabalhador regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho - CLT.
Neste sentido enfatizamos que o Tribunal Superior do Trabalho reafirmou sua Jurisprudência Pacificade que os Ministros de Confissão Religiosa, qualquer seja a crença, quando atuam exclusivamente como obreiros da religião não são amparados pela legislação trabalhista pátriaassim, permanecem aplicados os mesmos princípios legais que regem o Princípio Constitucional da Separação Igreja-Estado, que caracteriza o Estado Laico no País, ou seja, o Estado Sem Religião Oficial, inclusive nas Relações Trabalhistas entre Pastores e Igrejasou seja, permanece vigente a REGRA GERAL DE QUE UM RELIGIOSO NÃO POSSUI DIREITOS TRABALHISTAS.
E de se ressaltar que Juízes e os Tribunais do Trabalho brasileiros são praticamente unânimes, registrando, por respeito a posicionamentos contrários, já existirem, ainda que uma corrente minoritária no direito do trabalho, autores, advogados, juízes etc, que sustentam que o pastor é um empregado no que concerne ao reconhecimento do vínculo trabalhista entre o Ministro Religioso e a Organização Eclesiástica; em que pese esta decisão judicial excepcionalíssima, proferida agora no início deste ano de 2012 do Tribunal Superior do Trabalho (Ultima Instância Judicial de Questões Trabalhistas no Brasil), eis que, temos uma jurisprudência firmada (decisões reiteradas) de que o Ministro de Confissão Religiosa atua de forma vocacionada em atendimento a uma orientação divina, sendo que o reconhecimento do vínculo implicaria numa mercantilização da fé.
Assim, esta decisão judicial é uma exceção, e como uma exceção necessita ser entendida, servindo, contudo, como direcionadora de que os Juízes e Tribunais, como já faziam, e agora, ainda mais, com o suporte jurisprudencial da decisão do TST, sempre que identificarem, de forma comprovada, uma situação atípica, que não esteja calcada na perspectiva religiosa, espiritual ou de fé, no relacionamento entre pastores e Igrejas, poderá o Judiciário brasileiro considerar esta uma relação de emprego celetista, gerando direitos para o obreiro-empregado, e, condenação trabalhista para a Igreja-Empregadora, inclusive com anotação na Carteira de Trabalho e demais verbas trabalhistas.
Destacamos, singelamente, que o Ministério Pastoral não pode ser entendido como profissão, posição que há quase três décadas  de atuação jurídica temos sustentando, em diversas intervenções, inclusive nos livros, "O Novo Código Civil e as Igrejas" e "O Direito Nosso de Cada Dia", Editora Vida, bem como, lecionando durante alguns anos no Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil-CBB, e atualmente na Faculdade das Assembleias de Deus no Brasil - FAECAD/CGADB, para pastores e futuros pastores.
Vocação e não profissão
Enfatizamos que a atuação do obreiro é fruto de vocação divina, sacerdócio espiritual, e chamada pessoalíssima, para o exercício eclesiástico junto a comunidade de fé, em atendimento a um propósito divino, sendo com Deus o comprometimento espiritual do pastor, por conseqüência não estando sujeito a legislação trabalhista, no que tange a sua opção pessoal pelo exercício de uma vida consagrada a religião, como descrito pelo profeta Jeremias, "E vós darei pastores que vos apascentem com sabedoria e inteligência.", tendo cada grupo religioso seu próprio regramento para o exercício ministerial.
O Ministro de Confissão Religiosa é definido, no sentido tão somente metodológico e não legal, pelo Ministério do Trabalho e Emprego, como aquele que realiza cultos e ritos, liturgias, celebrações, orienta comunidades eclesiásticas, ensina os fiéis dentro dos preceitos religiosos, divulga a doutrina de sua vertente confessional etc, por isso, a atividade religiosa não pode ser objeto de contrato de prestação de serviços, na perspectiva de que seu objetivo fundamental é a propagação da fé, assistência espiritual e realizado em função do compromisso de fé do obreiro junto a Igreja e a crença adotada.
Desta forma, não existe lei específica para o exercício da atividade religiosa, assim, as normas do exercício pastoral, contendo pré-requisitos, condições pessoais, regramentos alusivos aos dogmas, inclusive de fidelidade doutrinária, podem estar inseridas no Estatuto Associativo, Convenção de Obreiros etc. Relembramos, por oportuno, a iniciativa que há alguns anos atrás, quando surgiu em São Paulo um Sindicato dos Pastores e Ministros Evangélicos, inclusive conseguindo o registro junto ao Ministério do Trabalho e Emprego, que logo após sua divulgação teve seu Registro Sindical cancelado, o qual tinha como objetivo fixar piso salarial e direitos em Convenções Coletivas de Trabalho com as Igrejas, tendo sido rechaçado pela Comunidade Religiosa Cristã, sobretudo por diversos líderes espirituais de praticamente todas as denominações evangélicas no país.
Assim, não há que falar em vínculo empregatício na relação entre um Líder Espiritual e a Instituição de Fé, eis que trabalho religioso, seja ele pastor, pastora, diácono, diaconisa, presbítero, evangelista, cardeal, arcebispo, bispo, apóstolo, padre, freira, rabino, babalorixá, ialorixá, pai-de-santo, mãe-de-santo, sacerdotisa, sheik, monja etc, não pode ser caracterizado como vínculo trabalhista, à luz da legislação trabalhista brasileira, na medida em que sua atividade é fruto do exercício de sua fé na divindade, não podendo ser remunerado, como um trabalhador comum, pois este recebe uma contraprestação pelo serviço prestado, com base nas leis do país.
Anote-se, por oportuno, que, na relação de emprego normal, empregador e o empregado naturalmente estão em posições antagônicas, em função dos interesses opostos, o que não ocorre com o pastor e a Igreja, na medida em que se confunde a missão do obreiro com a finalidade da Organização Religiosa, sendo ele sustentado ministerialmente, da forma que bem convier a Igreja, não tendo este religioso direito trabalhista a pleitear, entretanto, à luz da Sagrada Escritura, devendo ser mantido, juntamente com sua família, honrosamente e dentro das possibilidades financeiras da Congregação dos Fiéis, na perspectiva bíblica do reconhecimento, eis que, "Digno é o obreiro de seu salário". 
Desvio da Função Pastoral
É importante registrar que já tem ocorrido condenações trabalhistas com relação a determinadas Igrejas e Obreiros, na medida em que se comprova o chamado "desvio de finalidade da Igreja" e/ou "desvio da função pastoral", à qual é comprovada pela justiça através de "práticas eclesiásticas de atuação mercantil", caracterizada especialmente, quando, entre outras, situações fáticas, o "religioso" não tem qualquer autonomia em sua atuação ministerial, quando, ocorre um rígido controle de jornada de trabalho, quando são fixadas metas financeiras e de crescimento do número de membros ou fieis, quando são estabelecidas penalidades para os que não atingem estas e outras metas etc, o que, como declinado, já vinha sendo decidido por Juízes e Tribunais, agora é respaldado pelo Tribunal Superior do Trabalho - TST, na medida em que: "Os Magistrados são instrumentos da justiça de Deus".
E, ainda, quando a Organização Religiosa deixa de atuar institucionalmente como uma Entidade de Fé, e sim, como uma Organização Empresarial, e nestes casos, excepcionalmente, algumas Igrejas tem sido condenadas a pagar multas e indenizações, pois o pastor deixa de atuar como religioso, mas sim como verdadeiro empregado, numa espécie de "gerente espiritual", e aí, tanto advogados e juízes trabalhistas, tem entendido que materializa-se o vínculo empregatício, pois neste caso, o título ministerial, em qualquer área de atuação eclesiástica, seja pastoral, musical, educação religiosa, ação social etc, visa tão somente tentar desobrigar a Igreja de arcar com os deveres legais previstos na legislação trabalhista, às quais são devidas, juntamente com a obrigatoriedade de manter todos os empregados, assim caracterizados, com registro em carteira trabalho, quitar horas extras e pagar todos os direitos devidos aos funcionários da Igreja, bem como recolhendo os encargos sociais (INSS, FGTS etc), evitando, por conseqüência, ações trabalhistas, no dizer de Cristo, "Dando a César o que de César e a Deus o que de Deus".
Há alguns anos atrás tivemos a experiência de orientar a mãe de um obreiro de uma Igreja Evangélica onde ela dizia que seu filho, além de pastor, era uma espécie de "faz-de-tudo" na Igreja, e que após ficar doente foi abandonado pela Instituição de Fé, na ocasião tivemos a oportunidade de orientá-la que na perspectiva legal em função de sua atuação enquanto sacerdote espiritual não havia qualquer direito trabalhista a ser pleiteado judicialmente, entretanto, em que pese nesse caso nossa atuação ter sido tão somente em nível de orientação jurídica.
Explicitamos no que se referia a sua atuação diversificada, como profissional multitarefa, desde que comprovada a caracterização da relação de emprego, ou seja, que ele era prestava serviço: subordinado, habitual, pessoal, oneroso, e ainda, revestido de alteridade, ou seja, a Entidade Eclesiástica era beneficiada pelos seus serviços laborais, bem como,  para que ela procurasse a liderança daquela Igreja para que a mesma assumisse os encargos legais de seu "empregado", o que não ocorrendo por espontaneidade, poder-se-ia pleitear o reconhecimento do vínculo de trabalho, e, conseqüentemente a indenização pela prestação de serviços de carpinteiro, pedreiro, eletricista etc, pelo que, poderia a Organização Religiosa ser responsabilizada legalmente.
Reconhecimento ministerial
Temos orientado em Conferências e Simpósios por todo o Brasil, a necessidade das Igrejas e Organizações Religiosas reconhecerem a árdua tarefa de nossos obreiros, alertando os líderes, especialmente irmãos e irmãs diretores estatutários das Igrejas, que também neste caso se aplica o ensino de Jesus, de que "A nossa justiça deve exceder a dos escribas e fariseus", e a nossa "Regra de Fé e Prática" orienta a "Lei do Amor", por isso, em que pese o obreiro não ter qualquer direito assegurado na lei dos homens, a concessão do sustento ministerial, do rendimento eclesiástico, ou, das prebendas pastorais, é obrigação moral e espiritual da Igreja com relação a seu pastor, outorgando no mínimo as prerrogativas financeiras que possui um trabalhador comum, e aí por liberalidade conceder-lhe os valores relativos ao descanso anual, da gratificação natalina, inclusive o depósito mensal em conta de poupança do percentual em torno de 10%, que se constituí no FETM - Fundo Especial por Tempo Ministerial, e como para os efeitos previdenciários ele é considerado um Contribuinte Individual, sendo obrigação pessoal do obreiro efetivar sua inscrição na Previdência Social e proceder os recolhimentos junto ao INSS etc.
Como profissional do direito, entendemos a impossibilidade jurídico-eclesiástica, exceto no caso de desvirtuação, seja da atuação da Igreja, seja da atuação do Ministro de Confissão Religiosa, e aí ele, verdadeiramente não atua como pastor, como agora ratificado pela decisão do TST; por isso, defendemos ser necessário que a Igreja também cuide para que sua contribuição previdenciária seja recolhida mensalmente, para que ele esteja resguardado em caso de acidente, bem como sua esposa e filhos em caso de óbito, ou mesmo possa usufruir da aposentadoria condigna juntamente com sua família, ainda, se possível, contratando um seguro de vida, e ainda, dentro das possibilidades da congregação inscrevendo-o num plano de previdência privada, entre outras medidas que visam abençoar a vida ministerial dos líderes religiosos, no cumprimento do mandamento Bíblico, "Zelai por vossos pastores, pois eles darão conta de vossas almas junto a Deus".
 
[*Gilberto Garcia é Mestre em Direito, Professor Universitário e Especialista em Direito Religioso. Membro do Instituto dos Advogados Brasileiros e Autor dos Livros: “O Novo Código Civil e as Igrejas” e “O Direito Nosso de Cada Dia”, e ainda, “Novo Direito Associativo” e Coautor na Obra Coletiva: “Questões Controvertidas - Parte Geral Código Civil”, Editora Método, e, do DVD - “Implicações Tributárias das Igrejas”, Editora CPAD. Gestor do Site: [http://www.direitonosso.com.br]
 
Fonte: Instituto Jetro

Missionária Margarida Lemos

Em contato um pouco mais cedo com o pr. Alcides de Oliveira, da Convenção Batista do Tocantins, tivemos a seguinte notícia:
* o estado continua grave;
* transferência para São Paulo foi desorientada pelo médico;
* memória oscila e apresenta debilidade;
* as visitas são evitadas para não causar emoção.

Ainda, segundo o pr. Alcides, os cuidados em Tocantins são os melhores, com a missionária recebendo todo o tratamento em hospital de grande referência, cabendo-nos descansar em Deus e ver qual é a sua vontade.
É sempre bom lembrar que a irmã Margarida Lemos Gonçalves tem 86 anos de idade.

Sete questões imprescindíveis na vida do cristão

Por Ivan Pereira (Pastor)


Segunda carta aos Tessalonicences 5.16-22
I- O crente precisa ser uma pessoa alegre, nunca passar tristeza para o próximo; se Cristo reina na vida do salvo, temos razões de sobra para sermos pessoas mais feliz desse mundo. A salvação em Cristo nos dá forças pra jogar as tristezas por terra, Nada de tristeza(16).
II- A oração é fator primordial na vida daquele que confia no Senhor; quando a pessoa não confia no Senhor, pouco ora. A oração é uma conversa com Deus; se abra com Deus meu irmão e minha irmã, que o alívio vem(17).
III- Precisamos ser crentes agradecidos, não como aqueles que desfruta tudo que o Senhor deixou e nem o agradece. Em tudo dai graças... As mínimas coisas precisamos agradecer a Deus e isso agrada a Deus! coisa terrível uma pessoa mal agradecida a nós, imagina a Deus!(18).
IV - Muitos crentes tem marcado passo na vida cristã, porque tem apagado a operozidade do Espirito Santo na vida dela. A Bíblia diz: Não extingais o Espírito. Com uma vida cristã deixando a desejar, o Espírito Santo não opera, na vida sem compromisso com Deus(19).
V- Há muitos crentes não valorizando a pregação da palavra, preenche o culto com tantas outras coisas, deixando a pregação de lado. chega o absurdo de fazerem tantas coisas no culto, e na hora da mensagem muitas saem de finimho! quem sabe fazer um lanche...O profeta precisa avisar ao povo do perigo que estão em não aceitar a Cristo como Senhor e Salvador(20).
VI- O crente precisa saber dicernir as coisas que vem ao seu encontro; nem tudo traz benefícios, mesmo algumas coisas que nos parecem "cristãs", precisamos examinar, e se houver o que presta, podemos aproveitar, mas muito cuidado!!! muitas coisas tem destruido pessoas com aquelas palavras: não tem problema! é assim mesmo! cada denominação pensa diferente, isso é vós diabólica; é a Bíblia que rege a igreja de Deus(21).
VII- As vezes tem coisas bonita por fora, mas está feia por dentro, está estragado, vencido. A palavra de Deus não fala só para nós evitarmos o mal, mas sim, as coisas que podem nos levar ao mal. Muitos males nós evitariamos se nós prestassemos bem a atenção naquilo que agimos, aceitamos, abraçamos e aderimos. Ver a aparencia do mal, é usar a razão e não a emoção. Amém.

O Escudeiro Batista tem nova direção - 2

Recebemos carinhoso comentário do pr. Felipe Oliveira:


Grande amigo Pr. Neemias,
Poxa logo esta foto? Estou muito gordo nela rsrsrs Não me favoreceu! Parabéns pelo excelente blog! Um grande abraço e que Deus abençoe sua vida, família e ministério! do seu amigo Pr. Felipe Oliveira

Nota do blog: Amigo, precisava informar em primeira mão e foi a que mais fácil tinha. Por favor, envie uma sua e farei a correção com o maior prazer.

No próximo sábado


Sabedoria de Vida - 7

O Escudeiro Batista tem nova direção

Na última reunião do Conselho da Convenção Batista Fluminense foi anunciada pelo pr. José Maria de Souza a nova direção d'O Escudeiro Batista, órgão oficial da Convenção Batista Fluminense.
Na verdade, o referido jornal passa a ter dois responsáveis: o pr. Felipe Oliveira (foto), atual Secretário Executivo da JUBERJ e um jornalista que ainda não temos o nome. Assim que tivermos, informaremos.
Desejamos aos dois votos de sucesso na execução do trabalho e que os batistas fluminenses sejam informados dos assuntos principais da Convenção.
Participando de protesto em São Gonçalo

quarta-feira, 28 de março de 2012

Convenção Batista Fluminense

Ainda hoje, aqui, notícia sobre a Convenção!

Missionária Margarida Lemos

Em contato hoje com o pastor Valter, da Convenção Batista do Tocantins, temos as seguintes informações sobre o estado de saúde da missionária Margarida Lemos Gonçalves:
1 - Estado muito grave;
2 - Sendo preparada para ser levada para São Paulo;
3 - Submetendo-se a diálise;*
4 - Usa máscara, com dificuldades para respirar;
5 - Água no pulmão;
6 - Consciente ontem e conversou com irmãos.
Margarida Lemos Gonçalves é a segunda da esquerda 
para a direita, presente na comemoração dos 
140 anos de trabalho batista no Brasil, 
em Santa Bárbara do Oeste. 

*O termo "diálise" designa um processo de separação de substâncias dissolvidas em solução, mediante sua passagem por uma membrana semipermeável (uma espécie de filtragem). Os poros da membrana permitem apenas a passagem de substâncias menores do que seu diâmetro, retendo as maiores. Quando este processo é aplicado para separar substâncias dissolvidas no sangue, como para retirar os excretas que não podem ser eliminados pelos rins de pacientes com insuficiência renal, ele é chamado especificamente de hemodiálise (hemo = sangue).


Folha Evangélica

A partir de hoje, nosso blog passa a ter a parceria do Folha Evangélica, jornal interdenominacional que circula na região da Costa do Sol (antiga Região dos Lagos) e em várias parte do estado do Rio de Janeiro. A partir da próxima edição, todas as regiões do estado receberão o jornal, além do envio on-line para milhares de endereços.


Álex Garcia e Thaís Lima

Completam hoje aniversário de casamento. 
Parabéns!

Jornada de Oração

Hoje, de 06h 59min até 21h 01min
Venha orar com a gente!

terça-feira, 27 de março de 2012

Matéria importante sobre a Convenção Batista Fluminense

Amanhã, aqui!

Folha Evangélica

A edição de abril está sendo preparada com matérias interessantes.

Missionária Margarida Lemos*

Queridos irmãos,
Acabei de conversar por telefone com a liderança da Convenção Batista do Tocantins para saber, sobre o estado de saúde de nossa veterana missionária MARAGRIDA LEMOS GONÇALVES. As noticias não foram boas. Ela está em estado crítico. Também conversei com a irmã Rosana, secretária de 24 horas de D. Margarida. Ela me informou que a nossa missionária de 85 e anos, dos quais 65 deles, gastos nos campos missionários do nosso Brasil, está muito, mas muito doente. Já passou por duas hemodiálises seguidas, para ver se os rins voltam a funcionam, também está com muito liquido nos pulmões e com uma complicação de sopro no coração. Há uma UTI aérea de plantão, financiada por amigos e ex-alunos esperando condições melhores de D. Margarida para transportá-la a São Paulo. A primeira noticia, davam conta que era um avião cedido pelo governo, do estado, mas, não é verdadeira.

Vamos orar por está incansável obreira, que mesmo com sua idade avançada continua plantando igrejas no Tocantins e, assumiu recentemente o desafio de reabrir o Colégio Batista do Tocantins. Após a cerimônia de reabertura do colégio, pediu a irmã Rosana que a levasse direto a Palmas, porque estava muito doente. Desceu do carro e foi encaminhada ao CTI do hospital, porque seu estado era crítico. Não falou nada até que a cerimonia da reabertura daquela instituição histórica terminasse, marca própria de uma mulher de fibra.

Desculpem mais estou escrevendo sob forte emoção. Tive o privilégio de trabalhar com ela quase uma década.

Em oração,
Pr. Geremias Bento


*Por e-mail

Missões (Acróstico)

E é necessário que alguém vá,
Lá, onde eles estão,
Em suas crendices, e
Semeie a paz que liberta.

Pregue-lhes a palavra,
Renunciando o conforto,
Esforçando-se
Com amor,
Inspirado e autorizado pelo IDE do
Salvador, mostrando-lhes
A paz que liberta da
Morte eterna.

Depende de mim
E de você!

Convocação não falta,
Resultados virão,
Inspirados e autorizados pelo IDE do
Salvador, mostremos-lhes que
Todos podem receber
O cálice da paz que liberta.

Agora é a hora!

Pegar ou largar,
Amar ou discursar,
Zelar ou abandonar.

Quanto tempo estão clamando!
Uns, em desespero,
E outros, com destempero.

Lá, onde eles estão,
Indiferentes, muitas vezes,
Bêbedos do veneno.
E nós, com a palavra
Retida em nossas mãos,
Tirando-lhes a chance de conhecer
A paz que liberta!

Pr. Neemias Lima

segunda-feira, 26 de março de 2012

Missionária Margarida Lemos*

MISSIONÁRIA MARGARIDA LEMOS INTERNADA EM ESTADO GRAVE


SAÚDE
Professora Margarida está internada
Isabelle Bento
A professora Margarida Lemos, 84 anos, está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Instituto Ortopédico de Palmas (IOP). Segundo a família, a professora passou por hemodiálise.

A professora é atualmente diretora do Colégio Batista, em Tocantínia, a 75 km de Palmas. É uma das pioneiras da educação no Estado. Ela veio para o Estado em 1948, com 21 anos, como missionária e se dedicou ao desenvolvimento da educação no Tocantins.

http://www.jornaldotocantins.com.br/#26mar2012/estado-118232/saude_-_professora_margarida_esta_internada

*Extraído do http://vigiai.net

Evento Gospel


Nesta semana!


Homens batistas do estado invadirão Italva


Sabedoria de Vida - 6

Murmuração desagrada a Deus
            No livro bíblico chamado Números, capítulo 11, há uma narrativa das mais sórdidas: o povo israelita reclama de Deus por retirá-los do Egito e sujeitá-los àquela situação de caminhada no deserto. No capítulo 14, há uma sentença: os murmuradores não entrarão na terra.
            Murmurar é queixar-se, lastimar-se, falar mal, apontar faltas, tomar mau juízo de alguém ou de alguma coisa. Em alguns casos, é uma atitude silenciosa.
            Ser murmurador é fazer parte de um rol de pessoas que nunca estão satisfeitas com a vida. É viver triste, desolado, acabrunhado. O mesmo sol que é celebrado por tantos é desprezado pelo murmurador. A mesma chuva que é recebida com aplausos é rejeitada pelo murmurador. O gritar e pular de crianças, para o murmurador, é uma tragédia. Viver ao lado de um murmurador ou murmuradora é conviver com a tristeza.
            Deus não se agrada dos murmuradores, pois, na verdade, a culpa  recai sobre Ele, segundo os murmuradores. Precisamos fugir dessa prática e considerar que Deus é o dono de nossa existência e tudo o que acontece é, no mínimo, por permissão d’Ele.
            Que Deus nos livre dos murmuradores e da murmuração!

Jornalista erra sim! Vide O Globo*

                   

Esse post é para você perceber que até os grandes jornais com uma equipe enorme erra e erra feio. Erra na grafia e na execução gramatical. 


Essa foi a edição do Segundo Caderno do O Globo, do último domingo, dia 18 de março. Cobertura da festa de lançamento da nova novela Avenida Brasil. Com toda a classe artística presente, na coluna do jornalista e escritor Joaquim Ferreira Barbosa, uma das mais lidas do país. 


A  somente a equipe que produz esse caderno de seis páginas é composta de 13 profissionais, incluindo Joaquim, que leciona, inclusive. 


Mesmo assim, com 13 pessoas atentas, o jornal foi impresso e distribuído com esse erro TOSCO.


O Blog Repórter Renata Cristiane feito somente por essa redatora que vos escreve, logo,  cobrar implacavelmente a perfeição é sintomático de patrulhamento típico daquelas confusões emocionais explicadas pelo pai da psicanálise, Sigmund Freud, que traduz essa preocupação no que chamamos deciúmes, inveja e recalque.

Errar é humano!

*http://reporterrenatacristiane.blogspot.com.br/2012/03/jornalista-erra-sim-vide-o-globo.html?spref=fb

sexta-feira, 23 de março de 2012

Aniversário da 1ª Igreja Batista de Jardim Alcântara


Informações detalhadas da despedida da irmã Dolores

Culto de Gratidão - 23 de março, hoje, 12 horas.


Sepultamento - 13 horas.


Local do velório - 1ª Igreja Batista do Arraial do Cabo.


A irmã Dolores, mais conhecida com Lôla, era esposa do saudoso Pr. Joélcio Luiz Soares. Ele foi pastor da Igreja Batista Do Braga na década de 80.

quinta-feira, 22 de março de 2012

Nota de Falecimento

Com tristeza, registramos o falecimento da irmã Dolores, mais conhecida como Lôla, esposa do saudoso pr. Joélcio Luiz Soares.
O culto de despedida acontecerá amanhã por volta de 12 horas e o supultamento às 13h em Arraial do Cabo. 

Aniversário da Comunidade Deus é Fiel

DEZ RAZÕES PORQUE LEIO A BÍBLIA

Eis porque sou um leitor apaixonado da Bíblia.

1. Escuto Deus falando comigo.
2. Descubro as respostas que procuro.
3. Ensina-me como devo orar.
4. Encontro-me com pessoas reais, que louvam a Deus e reclamam dEle, exatamente como eu faço.
5. Aprendo a como viver, mesmo em páginas aparentemente enfadonhas como as das genealogias.
6. Leio nela as placas que me orientam na estrada da vida.
7. Sinto o amor de Deus expresso com letras gigantes.
8. Sou desafiado a amar o meu próximo, embora isto seja contra a minha natureza.
9. Garante-me um final feliz, como leio no Apocalipse.
10. Vejo um retrato definitivo de quem é Jesus, meu Senhor e Salvador.

Desejo-lhe um BOM DIA.
Israel Belo de Azevedo

Sabedoria de Vida - 5

Joões contemporâneos
Um dia, João, o famoso João, apóstolo do amor, aproximou-se do Mestre e narrou atitude imaginada correta: "Mestre, vimos um que em teu nome expulsava demônios, o qual não nos segue; e nós lho proibimos, porque não nos segue".
Ouviu do Mestre: "Não lho proibais; porque ninguém há que faça milagre em meu nome e possa logo falar mal de mim. Porque quem não é contra nós, é por nós".
Será que ainda temos joões nos dias de hoje?
Saimen Amil

Semana Teixeira e Sousa


Confira a programação completa da 22ª edição:

21/03 – Quarta-Feira


Praça Porto Rocha:
10h – Abertura com Banda Musical Santa Helena
10h às 16h – Gincana de Pintura
10h às 21h – Feira de Livros


MART – Convento Nossa Senhora dos Anjos:
15h – Encontro com a Literatura Fluminense
– Abertura Musical: Apanhei-te Cavaquinho, maestro Ângelo Budega e Daniel Monteiro.


Charitas:
17h – Seminário “Afro-descendência e Literatura no Brasil”. Conferência de Carlos Alberto Medeiros sobre “Abdias Nascimento”.
19h – Música no Corredor Cultural – Começar de Novo (Seresta)
20h – Lançamento do livro: “Teixeira e Sousa entre seus Contemporâneos: Vida, Obra e Textos Selecionados”, com palestra da autora Hebe Cristina.


22/03 – Quinta-Feira
Praça Porto Rocha:
10h – Feira de Livros – Oficina Literária com o Poeta Maurício Cardozo.
14h – Tenda Literária com Evangelos Pagalidis e Maurício Cardozo.


Charitas:
19h – Música no Corredor Cultural – Orquestra Choro e Aconchego
19h30 – Abertura da Exposição dos quadros vencedores da Gincana de Pintura 2012 e do acervo de 2010 e 2011.
20h – Palestra de Nelson Motta: “Tim Maia”.


Teatro Municipal:
21h – Dança e Teatro
Cia. Teatral Curare, Cia de Dança Rosa Demarchi e Ballet Brenda Valentin (solo).


23/03 – Sexta-Feira
Praça Porto Rocha:


10h – Feira de Livros – Oficina Literária com Regina Figueiredo e sarau de poesia com Cia. Teatral Curare.
14h – Tenda Literária com Luis Guilherme Scaldaferri e Rose Fernandes


Tamoios - Biblioteca Pública Municipal:
15h – Inauguração do busto em madeira de Teixeira e Sousa (escultor: Gilmário Santana).
Lançamento do Anuário de Cabo Frio.
Apresentação do Esquete “Causos de Cabo Frio”, com texto de Meri Damaceno e atuação de Yuri Vasconcellos.


Charitas:
19h – Música no Corredor Cultural – Primícia (rock clássico).
20h – Palestra de Roberto da Matta: “O que faz o Brasil, Brasil?”.


Teatro Municipal:
21h – Peça Teatral “Teixeira e Sousa e todos os outros”, com direção de Anderson Macleyves.


24/03 – Sábado
Praça Porto Rocha:
10h – Feira de Livros – Oficina Literária com Paulo Orlando, Rafael Peçanha e Lindberg Brito.


Charitas:
14h – Exposição dos Quadros da Gincana de Pintura 2012 e do acervo de vencedores de 2010 e 2011.


Teatro Municipal:
19h – Série Jovens Pianistas com Gabriela Queiroz (violino) e Marina Spoladore (piano).


25/03 – Domingo
Praça Porto Rocha
Feira de Livros


Charitas:
14h – Exposição dos Quadros da Gincana de Pintura 2012 e do acervo de vencedores de 2010 e 2011.


Teatro Municipal:
20h – Noite de Homenagens: Comendas, Placas e Assinatura de Cooperação Técnica entre a Secretaria de Cultura e a Fundação Cultural Palmares.
Apresentação Musical com Tanaka, Alvinho e Abel Silva.


26/03 – Segunda-Feira
Praça Porto Rocha
10h – Feira de Livros – Oficina Literária com Regina Figueiredo e sarau de poesia com Cia. Teatral Curare.


Jardim Esperança:
Centro Cultural Gigabyte – 10h – Lançamento do Anuário de Cabo Frio.
“Contação” de Histórias com Flávio Peixoto.


Praça Porto Rocha:
14h – Tenda Literária – Meri Damaceno, Célio Mendes Guimarães e Rosa Fonseca.


Charitas:
19h – Música no Corredor Cultural – Tom & Manu (Bossa Nova).
20h – Palestra de Affonso Romano de Sant’Anna: “Que País é Esse? – uma resposta em progresso”.


Teatro Municipal:
21h – Show com Jorge Villas em Tributo a Abel Silva.


27/03 – Terça-Feira
Praça Porto Rocha:
10h – Feira de Livros – Oficina Literária com Alunos da Rede Municipal de Ensino.
Horto Municipal (Portinho):
10h – Horto Cultural com Debate Literário: “100 Anos do Escritor Waldemir Terra Cardoso”.
14h – Tenda Literária com Alunos da Rede Municipal de Ensino.


Charitas:
19h – Música no Corredor Cultural – Raizeira (música regional).
20h – Palestra de Abel Silva: “A Poesia na MPB”.


28/03 – Quarta-Feira
Praça Porto Rocha:
10h – Feira de Livros – Oficina Literária de Poesia com Maurício Cardozo.
14h – Tenda Literária com Clébio Gonçalves, Eraldo Amay, João Félix e apresentação da esquete “Causos de Cabo Frio”, escrita por Meri Damaceno e encenada por Yuri Vasconcellos.


Charitas:
18h – Premiação da Gincana de Pintura
19h – Música no Corredor Cultural – Juliana Feliciano (MPB).
20h – Palestra de João Máximo: “Noel Rosa x Wilson Batista: a verdadeira história de uma briga em tempo de samba”.