terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Previsões para 2014


Pr. Neemias Lima

Esta é a primeira semana do ano de 2014. Pense bem: o ano, em grande parte, será o que você vier a fazer dele. Não é soberba, orgulho ou pecado planejar e criar expectativas, desde que sejam pautadas na vontade do Soberano. Veja aqui o que Ele reserva para você.

Nascido em janeiro
Um período propício para novas amizades. Aumentar o círculo de amigos é sempre muito saudável e o início de ano dá oportunidades para isso. Mas tenha cuidado, falamos de estabelecer amizades, não de encontros casuais e motivados por interesses escusos. Uma amizade que trará todos os benefícios é com Jesus. Ele mesmo disse: “Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas chamei-vos amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos dei a conhecer” - João 15.15. E lembrou: “Vós sois meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando” - João 15.16. Seja amigo de Jesus, obedeça-o.

Nascido em fevereiro
É também um momento propício para alegrar-se. E ter alegria é sempre algo bom, então aproveite e alegre-se. Mas lembre-se, segundo alguns, alegria é permanente, felicidade é temporária. Viva com alegria mesmo que a situação lhe pareça desfavorável. E se quiser a verdadeira fonte da alegria, atente para o que diz o evangelho de João 15.11 “Estas coisas vos tenho dito, para que a minha alegria permaneça em vós, e a vossa alegria seja completa”.

Nascido em março
O único lugar em que sucesso vem antes de trabalho é no dicionário. Esta é uma declarativa antiga dos palestrantes motivacionais. Mas tem razão. O trabalho é a grande fonte de riqueza em todos os sentidos. Mas trabalhe com amor e com a visão de servir ao próximo. Quer o sucesso em 2014? Trabalhe. O maior de todos deu exemplo: “Mas Jesus lhes respondeu: Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também­- João       5.17. E orientou: “Importa que façamos as obras daquele que me enviou, enquanto é dia; vem a noite, quando ninguém pode trabalhar” - João 9.4. Enquanto você trabalha aqui para a sobrevivência, Jesus trabalha para a sua salvação.

Nascido em abril
Os tempos atuais são marcados pela falta de compromisso nas relações, sejam elas familiares, comerciais ou espirituais. Para se alcançar vitória, é preciso que os compromissos firmados sejam cumpridos. Então, mãos à obra, não descumpra compromisso se quiser viver bem em 2103. Caso perceba que precisa de ajuda, “entregue seu caminho ao Senhor, confie n’Ele, pois Ele tudo fará” - Salmo 37.5.

Nascido em maio
Ninguém é feliz sozinho! A maior infelicidade é a solidão! E a família é a relação mais estreita que temos e o bem mais precioso que recebemos. Valorize sua família, lute por ela, honre os seus familiares e deixe a vida apresentar as surpresas, pois quem tem uma família alicerçada, vence as lutas. Mas desde que saiba que “se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que edificam” - Salmo 127.1.

Nascido em junho
Amor. É o que está faltando no mundo. E olha, não falta só na vida dos outros não, falta na nossa também. Tanto para dar quanto para receber. Muitas de nossas atitudes são carregadas de sentimentos que não apresentam amor. E ao contrário do que muita gente pensa, amar é ação e, no caso, sempre em favor do outro. Você precisa amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo.

Nascido em julho
Seu casamento está em crise? Fique tranquilo, você não é o único caso. O problema é não reconhecer e não agir e, entra ano e sai ano, as pessoas ficam sem um relacionamento saudável numa das áreas mais importantes da vida. Você só viverá bem com as pessoas quando estiver bem com a pessoa que você escolheu para viver. Então, lute pelo seu casamento. Fale com Deus sobre isso e receberá a direção para vencer a crise. Não tome decisão precipitada.

Nascido em agosto
Você tem grande necessidade de se sentir perdoado e de perdoar alguém. Então, não faça cerimônia, comece perdoando. O mestre dos mestres disse que só teremos o perdão de Deus se perdoarmos nosso semelhante. “Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós; se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai vos não perdoará as vossas ofensas” - Mateus 6.14-15.

Nascido em setembro
Pensamentos negativos passeiam pela sua mente trazendo medo em relação a 2014? Lembre-se como foi em 2013. Lendo este texto significa que você venceu. Por que você venceu? Porque Deus teve misericórdia de você e ela se renovava todos os dias. “As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; novas são cada manhã; grande é a tua fidelidade” - Lamentações 3.22-23.

Nascido em outubro
Começa a semana com muita preocupação? Tranquilize-se. Preocupação é pré + ocupação, quer dizer, preocupar-se antes das coisas acontecerem. Uma dica para você: “Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus” - Filipenses 4.6-7.

Nascido em novembro
Que decisões importantes você precisa tomar e não tomou? Já avaliou porque você não decidiu? É importante que neste novo ano você encontre a forma equilibrada para não tomar decisão precipitada nem postergá-la, quer dizer, deixar para depois. Mas antes de tudo, saiba que “há um tempo determinado para todas as coisas” - Eclesiastes 3.1 - e é muito difícil saber que tempo é esse. Então submeta-se à vontade de Deus, “pois ela é boa, perfeita e agradável” - Romanos 12.2.

Nascido em dezembro
Seja bem sincero/a: você pede mais e agradece menos ou pede menos e agradece mais? Nossa tendência é pedir mais e agradecer menos. Quero dar-lhe uma dica: agradeça mais e peça menos. Como o salmista, declare: “Bendize, ó minha alma, ao Senhor, e tudo o que há em mim bendiga o seu santo nome. Bendize, ó minha alma, ao Senhor, e não te esqueças de nenhum de seus benefícios. Ele é o que perdoa todas as tuas iniquidades, que sara todas as tuas enfermidades, que redime a tua vida da perdição; que te coroa de benignidade e de misericórdia, que farta a tua boca de bens, de sorte que a tua mocidade se renova como a da águia” - Salmos 103.1-5.

Mensagem comum a todos os signos:

Entra ano, sai ano e seus temores, anseios, preocupações e sonhos se repetem. Há segurança em quem criou você e é capaz de dirigir sua vida. Creia n’Ele. Como o escritor de Salmos, declare e peça: “Os meus tempos estão nas tuas mãos; livra-me das mãos dos meus inimigos e dos que me perseguem” - Salmos 31.15. 

domingo, 22 de dezembro de 2013

Musical de Natal

Clique na imagem para ampliar!


Imagine

Pr. Neemias Lima

O título não trata da poesia de John Lennon. Esta, além de sugerir a negação de alguns conceitos espirituais, é tendente à proposta ideológica, combatendo o capitalismo e sugerindo o comunismo.

Imagine é do verbo imaginar. E sugiro: Imagine que você estivesse neste natal no céu com Jesus. E conversasse com ele.

Possível diálogo:

Inicia você: “Jesus, na minha terra há uma alegria contagiante, é o período do Natal, comemora-se o seu nascimento como ser humano. Há muita festa, muita comida, muitas compras, um movimento danado”.

“Pois é, eu sei disso, acompanho tudo...”, responde o Salvador.

“Mas, parece-me que o Senhor não se empolgou muito com isso!? É uma data tão especial, eu vibro muito com ela!”.

Com olhar terno e meigo, voz tranquila, o Salvador conclui: “Acompanho tudo e todos. Muita festa para alguns... muita comida para alguns... muitas compras para alguns...”.

Entendendo a mensagem, você tenta desviar: “Mas, Senhor, meu Salvador, as igrejas ficam lotadas, as praças são tomadas, musicais lindos apresentados. Ah, como é tão lindo tudo! E olha, os pastores também pregam, pregam o evangelho!”.

“Sim, isso tudo é muito bom, mas não é tudo. Aliás, é bem menos do que eu proponho. 

Canta-se nos templos, mas se esquece de cantar na vida. Igrejas cheias, mas muitos de corações vazios. Praças tomadas para cantar o Natal, mas esquecida para combater a injustiça social, a corrupção e outros males. Ah, e os pastores... Ah, os pastores...”.
Imaginando que pudesse voltar, você se despede: “Jesus, eu vou voltar, que o Senhor deseja que eu diga lá?”.

Esperando ouvir uma lista de responsabilidades, você abaixa a cabeça: “Não diga nada, viva o meu evangelho... olhe, mas não só no dia de Natal, todos os dias... eles ouvirão que o Salvador chegou”.

Será que é por isso que John Lennon imaginou?: “Imagine não existir países / Não é difícil de fazê-lo / Nada pelo que lutar ou morrer / E nenhuma religião também / Imagine todas as pessoas / Vivendo a vida em paz”.

Imagine...

Aziel Vieira é consagrado ao Ministério Pastoral Batista

Por Pr. Hudson Galdino da Silva

Pr. Aziel Vieira e sua esposa Sônia

Ontem aconteceu o Concílio que examinou e recomendou a Consagração ao Santo Ministério da Palavra do irmão Aziel Vieira, membro da Terceira Igreja Batista em Búzios e recém formado no Seminário Teológico Batista Litorâneo.

O concílio aconteceu na Segunda Igreja Batista em Búzios (Raza) por motivos das chuvas e os estragos sofridos no Bairro Cem Braças, localização da TIB de Búzios.
Presidido  pelo Pr. Claudio de Souza o Concílio examinou o candidato que foi bem nos exames, respondendo a contento as perguntas.

Pr. Hudson Galdino, Examinador de Teologia, 
Bacharel Aziel Vieira e Pr. Cláudio Souza, Presidente do Concílio

Alegrou-me ver tantos colegas, mesmo no clima ameaçador de chuvas e pelas circunstâncias que Búzios está passando. Lá estavam, para registro, conhecimento e incentivo: Pr. Claudio, Pr. Marcelo Damasceno, Carlos Damaceno, Iraci Ferreiura, Salvador de Oliveira, Robson Marinho,  Walmir, Carlos Eduardo, Neemias, Brazilino,  Roberto Carvalho, Elildes Junio, Mateus, Zedequias, Geraldo Portal, João Carlos Bueno, Gerson Melo, Emerson, Palhinha, Filipe Martins, Paulo Roberto, Sebastião Augusto.
Pregou na ocasião o Pr. Claudio de Souza que leu o texto de Jeremias 3:15. 

Momento Solene da Consagração, Imposição de Mãos

Deixo aqui o registro: Esses colegas pastores de São Vicente são nota 10. Pr. Iraci, Pr. Carlos e Pr. Marcelo. São exemplo de cooperação e companheirismo. Estão em todas. Evento que envolve e que precisa da presença de pastor eles não faltam! Me alegram e me inspiram. A solidariedade é uma virtude.

Observei também a presença de vários seminaristas e alguns  já formados. Inclusive com Concílio já marcado.

Consagrado, Pr. Aziel Vieira assina o Termo de 
Fidelidade Doutrinária

Somos hoje já quase 120 pastores batistas em nossa região. Maravilha!. O que precisamos? Agradecer as vocações e continuar despertando-as. Precisamos continuar oferecendo preparo relevante e sério. Precisamos mais do que nunca alavancar a Expansão Missionária em nossa região com plantação de Igrejas. A exemplo do Projeto uma Igreja em cada bairro em Araruama e do Projeto de Parceria em Cabo Frio. É claro que os vocacionados não os são apenas para nossa região, mas crescimento e plantação de Igrejas  e ensino teológico andam de mãos dadas.
Pr. Aziel Vieira sendo abraçado pelo Pr. Neemias Lima
logo após o ato consagratório

Observação: O encontro foi regado de guloseimas, na chegada, no intervalo e no final um jantar especial com saladas e churrasco.
Atenção, amados colegas que tem concílios convocados, fica aí a sugestão. Esse colega Aziel é muito benvindo ao nosso convívio ministerial e, além de dar demonstração de conhecimento nas áreas, o examinado demonstrou que conhece bem de gastronomia e orientou tudo muito bem! Benvindo parceiro de púlpito de de prato.

sábado, 21 de dezembro de 2013

Café com Cristo - Servir com alegria


            Conta-se que, ao cuidar de um enfermo em condições subumanas, Madre Tereza de Calcutá ouviu um homem rico, à sua frente, dizer: “Eu não faria um trabalho desses nem por um milhão de dólares”. Levantando a cabeça e olhando firmemente pra ele, respondeu a Madre: “Eu também não!”. De sua resposta, pode-se concluir: não é o dinheiro que motiva o meu serviço, é o amor.
            O verso 2 do Salmo 100 é encantador: “Servi ao Senhor com alegria; e entrai diante dele com canto”. Não basta apenas servir, é preciso servir com alegria. Esta sinalizará nossa verdadeira motivação. O dinheiro, a fama, a projeção e o reconhecimento podem nos motivar ao serviço por algum tempo, mas só o amor é capaz de nos motivar sempre.
            Que é servir ao Senhor com alegria? Muita gente pensa que é cantar e se reunir num templo. Esse tipo de atividade pode ser reflexo de quem serve com alegria, mas não é, necessariamente, o serviço de que fala o salmista. Servir ao Senhor é servir ao próximo, seja ele quem for. Há alguém próximo precisando de nós? Serviremos a Deus se o ajudarmos.

            Você hoje terá oportunidade de servir ao Senhor com alegria. Aproveite. Tendo oportunidade de ir ao templo, celebre o serviço que você lhe prestou.

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Café com Cristo - Olhe para cima


            Parece-me que a tendência, ao estarmos em aflição, é olhar para baixo. O salmista contraria essa lógica: “Elevo os meus olhos para os montes, de onde me virá o socorro?”- Salmo 121.1.
            Ao olhar para cima, o poeta descobriu: 1° - O socorro vem do Senhor, criador do céu e a terra. 2° - Deus não permitiria que seus pés vacilassem. 3° - Deus não dorme, quer dizer, nem cochila. 4° - Deus será a sua sombra à sua direita. 5° - O Senhor o guardará de todo mal. 6° - O Senhor o guardará para sempre.
            Interessante é que não se tem promessa do cessamento das aflições. Não se sabe que tipo de aflição enfrentava o salmista, mas sugere-se que fosse algo que lhe causava sofrimento, pois ele pede socorro de maneira contundente. O que se tem é a promessa da presença do Senhor, do seu socorro e de sua presença constante. Não há nenhuma promessa na Bíblia sobre a impossibilidade do sofrimento. Mas há centenas, talvez milhares, sobre a presença do Senhor com os que sofrem.

            Você enfrenta alguma aflição? Olhe para cima. Mas olhe para cima, sinônimo de olhar para Deus. O socorro não vem dos montes, vem do Senhor. Ele é dono de todo o universo. É dono de sua vida. Ele pode socorrer. Confie n’Ele. 

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Café com Cristo - Declaração de amor


O Salmo 116 começa com uma declaração de amor: “Amo ao Senhor...”. E tem uma razão: “...porque ele ouviu a minha voz e a minha súplica. Porque inclinou a mim os seus ouvidos...”.
Em sua declaração, o poeta acrescenta: “Piedoso é o Senhor e justo; o nosso Deus tem misericórdia. O Senhor guarda aos símplices; fui abatido, mas ele me livrou”.
Sua experiência foi dolorosa: “Os cordéis da morte me cercaram, e angústias do inferno se apoderaram de mim; encontrei aperto e tristeza”.
Embora fosse triste a sua experiência, ele tem convicções firmes: “...portanto, o invocarei enquanto viver. Então invoquei o nome do Senhor, dizendo: Ó Senhor, livra a minha alma”.
E sua declaração passa pela gratidão: “Que darei eu ao Senhor, por todos os benefícios que me tem feito?”. Pergunta cujas respostas sinalizam nossa condição de pecador, nada podemos fazer, apenas receber: “Tomarei o cálice da salvação, e invocarei o nome do Senhor. Pagarei os meus votos ao Senhor, agora, na presença de todo o seu povo”.

Você pode declarar seu amor e oferecer sua gratidão ao Senhor mesmo que a experiência seja dolorosa. Faça isso!

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Café com Cristo - Cristo, de ti preciso


            Eu tive um irmão um pouco mais velho que eu. Não me lembro dele, pois morreu ainda junior. Dentre as várias histórias que mamãe contava dele, uma sempre me emociona.
            A esposa do pr. Salvador Borges nos visitava no período de enfermidade. E com ele cantava um cântico muito bonito. Ei-lo: “Cristo, de ti preciso / Preciso, sim, sentir a tua mão / Sempre guiando, sempre me dando / Consolação, a força e seu poder”. Mamãe ressalta que ele gostava muito e, mesmo enfraquecido, sorria e cantava. E insistia com ela para que cantasse mais. É emocionante.
            O senso comum sugere que precisamos de declarações como essa apenas quando tudo está desarrumado. Não, não é assim. Precisamos sempre de Cristo. Precisamos sentir a sua mão. Precisamos de sua direção. Precisamos de seu consolo, de sua força e de seu poder.
            Ainda que o mar esteja tranquilo, sem Cristo, nada feito, tudo está mal. Mesmo que as contas estejam em dia e a provisão garantida no sistema financeiro, sem Cristo, tudo está perdido.

            A atitude mais sensata de nossa parte é viver todos os dias com a perspectiva “Cristo, de ti preciso”. E Ele nos ajudará.  

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Doce Voz repetirá Musical

Amanhã, 19h 44min!


Clique na imagem para ampliar!

Café com Cristo - Jesus é melhor, sim, que ouro bens


            “Jesus é melhor, sim, que ouro e bens / Jesus é melhor do que tudo o que tens / Melhor que riquezas e posições, / Melhor muito mais do que milhões / Jesus é mais puro que a linda flor! / Jesus é melhor, Ele, sim, satisfaz / Jesus é melhor, sim, Ele é amor; / Caminho, luz, verdade e paz”. Que bela poesia!
            No coro, o poeta destaca: “Pode haver um rei com poder nas mãos! / Mas do mal escravo, sim, / Mil vezes prefiro o meu Jesus! /   E servi-lo até o fim’’.
            Nada se compara a Jesus. Ainda que a barata teologia da prosperidade queira diminuí-lo, limitando-se a um serviçal para atender favores pessoais, Ele continua o Senhor do Universo, o Senhor de nossas vidas e, quem confia n’Ele nunca se decepciona.
            Na caminhada pela vida, já encontrei gente decepcionada com a política e os políticos, com a ciência, com a educação, até com a família, mas nunca encontrei um decepcionado com Jesus. Mesmo aqueles ou aquelas que contestam, no fundo, falam de experiências negativas com igrejas e líderes, nunca com Jesus.
            Posso afirmar em qualquer circunstância: Jesus é melhor, sim, que ouro em bens.

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Novo Diretor Executivo da Convenção toma posse


Clique na imagem para ampliar!

Celebração Natalina continua


Clique na imagem para ampliar!

Formatura do Seminário


Hoje, 19h 44min, formatura do Seminário Teológico Batista Litorâneo. 21 alunos colarão grau!

Café com Cristo - Duas filosofias de vida


            Numa banca de um supermercado, duas laranjas conversavam fogosamente:
“Não vejo a hora de ser levada daqui para a casa de uma madame, ser cortada ao meio, triturada, misturada com água, receber gelo em cima, colada numa jarra bem bonita, ornamentar a mesa de um belo almoço ou jantar e ser bebida pelas pessoas”, disse uma delas.
A outra retrucou: “Eu, hein, tá maluca, ser levada pra casa, cortada, triturada, misturada à água, receber gelo e ainda ser ingerida por gente esnobe, tô fora, quero ficar bem bonitinha assim”.
Uma dona de casa, ao escolher laranjas, sem perceber deixou uma cair no chão, colocou outras na sacola e levou pra casa, incluindo a que desejava ser servida num almoço ou jantar. A que caiu no chão rolou pra debaixo da banca e era exatamente a que não queria ser levada.
Como ficou escondida bem embaixo, ninguém percebeu e só quinze dias depois com uma faxina geral é que foi descoberta. Como você imagina que ela estava? Exatamente, podre.

Seu desejo era continuar rosadinha, bonitinha, mas apodreceu. Quem não deseja ser bênção, servir aos outros, apodrece.

domingo, 15 de dezembro de 2013

Café com Cristo - Entre o berço e o caixão


            Ontem, participamos de um culto de gratidão a Deus pela vida de um jovem senhor que foi alcançado por um câncer. Comentei sobre ele em um café com o título “A graça de Jesus jamais me faltará”. Em suas palavras, pr. Brasilino lembrou uma declaração do pr. Fanini: “Entre o berço e o caixão, você toma todas as decisões”.
            É isso mesmo que acontece. Somos responsáveis por nossas decisões. Ao tomarmos decisões boas, colheremos o bem, mesmo que no processo possamos sofrer. Ao tomarmos decisões ruins, colheremos o mal, mesmo que aparentemente esteja tudo bem.
            É bom destacar que somos senhores das decisões, mas não somos das consequências. Ninguém pode nos impedir de tomarmos uma decisão. Só Deus pode fazer isso, mas é bom lembrar que ele nos dotou de livre-arbítrio e respeita nossas decisões, mesmo que contrarie sua vontade.
            O pensamento popular “quem semeia vento, colhe tempestade” é muito apropriado. Por isso, precisamos ter muito cuidado com o que semeamos. É da apóstolo Paulo a advertência: “Meus irmãos, não errem, porque tudo que vocês semearem, isso vocês colherão”.

            Você experimenta a realidade entre o berço e o caixão. Tome decisões corretas.

sábado, 14 de dezembro de 2013

Seja um cristão de primeira, nunca um cristão de segunda


            Tendo como base I Coríntios 9.24-27, preguei o sermão com o título acima no domingo passado, culto da noite. O verso 24 sinaliza:Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só leva o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis”.
            Primeira, segunda e terceira eram classificações de arroz no tempo de criança. Os mais abastados comiam o arroz de primeira. Os menos, de segunda. E os pobres, de terceira. Espiritualmente falando, há cristão de primeira, segunda e terceira categorias. Que tipo de cristão você é?
            A vida é uma corrida, uma disputa, um campeonato. E sem que percebamos estamos avançando em direção ao seu término. Devemos aproveitar as oportunidades para não terminarmos de maneira ruim.
Bronnie Ware, enfermeira que durante anos cuidou de pacientes no leito de morte, escreveu o livro “The Top Five Regrets of the Dying - A Life Transformed by the Dearly Departing”, que, como o título diz, trata dos cinco arrependimentos mais comuns manifestados pelas pessoas antes de morrerem. São eles: 1. Gostaria de ter tido a coragem de viver uma vida verdadeira a mim mesmo, e não a vida que os outros esperavam de mim. 2. Gostaria de não ter trabalhado tão duro. 3. Gostaria de ter tido a coragem de expressar meus sentimentos. 4. Gostaria de ter mantido contato com meus amigos. 5. Gostaria que eu tivesse me deixado ser feliz.
Para que não terminemos de maneira ruim, quero convidar você a ser um cristão de primeira, nunca um cristão de segunda. Abaixo as exigências.
            1 - Um chamado atendido - Experiência de conversão - Mateus 11.28-30 / João 3 - Nicodemos.
            2 - Um caráter transformado - Experiência da santificação - I Coríntios 9.25-26: “E todo aquele que luta de tudo se abstém; eles o fazem para alcançar uma coroa corruptível; nós, porém, uma incorruptível. Pois eu assim corro, não como a coisa incerta; assim combato, não como batendo no ar”.
            3 - Uma disciplina reconhecida - Experiência da perseverança - I Coríntios 9.27: “Antes subjugo o meu corpo, e o reduzo à servidão, para que, pregando aos outros, eu mesmo não venha de alguma maneira a ficar reprovado”.
            Você pode ser um cristão de primeira e cair para segunda. Você pode ser um cristão de segunda e subir para a primeira. Que nunca sejamos cristãos de segunda!

Nota: Quando preguei o sermão, o Fluminense estava rebaixado. Quando escrevi a pastoral, rumores dão conta que poderá permanecer na primeira. Para delírio dos tricolores e tristeza dos flamenguistas.

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Começa domingo, até o final do ano!

Clique na imagem para ampliar!




Café com Cristo - Oração


Orientação para a vida,
Reconhecimento da limitação humana,
Aceitação da vontade soberana e
Consciente do Deus Eterno,
Até que seus planos para nós,
Os seus filhos, sejam confirmados.

“Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças” - Filipenses 4.6

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Café com Cristo - Uma mensagem para mim


No domingo, dia 20 de janeiro, preguei de manhã e de noite na Igreja Batista do Braga. Nada demais nessa informação. Acontece que minha mãe estava em estado gravíssimo no hospital, vindo a descansar no Senhor dois dias depois.
Meus planos para aquele domingo eram outros, até em termos de mensagem. Mas tudo foi mudado pelo Senhor dos planos.
Aqui, um resumo dos sermões:

Manhã:
1 - Vale a pena servir a Jesus.
2 - Vale a pena servir ao próximo.
3 - Vale a pena viver em comunhão na família.

            Noite:
            1 - Deus é o dirigente moral da História.
2 - Nada acontece sem a vontade de Deus: volitiva ou permissiva.
3 - Tudo o que Deus faz é bom.
4 - O melhor caminho é a submissão à vontade do Senhor.
           
            Antes de ser para as minhas ovelhas, esta mensagem foi para mim. Desculpe o egoísmo.

            Não é pecado fazer planos, devemos fazê-los. Mas devemos ser sensíveis à vontade do Senhor dos planos. Ele é soberano. É bondoso. É amoroso. Ele sabe o melhor para nós.

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Café com Cristo - Tapando a boca dos leões


            O primeiro livreto que escrevi tem o título desta meditação. Como foi agradável a experiência de publicá-lo, embora bem simples, e depois receber, pela bondade de vários, observações do valor e importância em suas vidas. Fala de Daniel em sua jornada na Babilônia e os princípios estabelecidos na vida de oração.
            Por não negar os princípios em que cria, foi lançado na cova dos leões. Há quem sugira que os leões ficaram com medo em virtude de seu relacionamento com Deus. Não sei se foi assim, quando chegar ao céu perguntarei a ele.
            Lembro-me que, garoto, nas classes da EBD, cantávamos “Daniel orava a Deus, três vezes ao dia e, no tempo de aflição, Deus o socorria”. Estudando com mais profundidade, percebe-se que ele não orava três vezes ao dia, orava incessantemente. Sua vida era de oração. Ninguém vence sozinho inimigos tão ferozes, cujos leões são gatinhos mansos perto deles.
            Preocupado, Dario quis saber se ele estava vivo dentro da cova. Ouviu: “O meu Deus enviou o seu anjo, e fechou a boca dos leões, para que não me fizessem dano...” - Daniel 6.22.
            Há um leão rugindo perto de você? Não fique com medo, Deus tapa sua boca.


segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Café com Cristo - Linha direta pra Deus


            Telefonia no Brasil melhorou estupendamente. Sou do tempo em que falar pelo telefone era um milagre. E também em que ter uma linha era coisa de rico. Hoje, a facilidade e a variedade chegam a assustar. A cada nove meses podemos trocar aparelhos sem qualquer custo adicional e o anterior fica pra você.
            Mesmo assim, percebe-se problema constantemente com a comunicação por essa via. E não é incomum encontrarmos decepções e até uso indevido desse recurso. Jeremias fala de uma linha direta pra Deus: “Clame a mim e responderei e anunciarei coisas grandes e firmes que não sabe” - 33.3.
            Linha direta abençoada. Nunca está ocupada. Nunca é rejeitada depois de olhar no visor. Nunca está fora de área. Nunca está pipocando. É nitidez perfeita. Basta ligar que Ele atende. E o faz com alegria.
            Quer experimentar? Ligue agora. Fale com Ele sobre qualquer assunto e depois confira se foi interceptado por alguém.

            Ah, um pormenor: ligue em nome de Jesus, é a única forma de completar. E, de preferência, com o coração sincero, Ele vai saber mesmo se não for.

domingo, 8 de dezembro de 2013

Seja um cristão de primeira, não um cristão de segunda


I Coríntios 9.24-27: Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só leva o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis.
E todo aquele que luta de tudo se abstém; eles o fazem para alcançar uma coroa corruptível; nós, porém, uma incorruptível.
Pois eu assim corro, não como a coisa incerta; assim combato, não como batendo no ar.
Antes subjugo o meu corpo, e o reduzo à servidão, para que, pregando aos outros, eu mesmo não venha de alguma maneira a ficar reprovado.

Introdução:
Quando eu era criança, a gente ouvia falar de arroz de primeira, de segunda e de terceira. O contexto brasileiro hoje fala de time de primeira, de segunda e de terceira.
A vida é uma corrida, uma disputa, um campeonato. E sem que percebamos estamos avançando em direção ao seu término.
Devemos aproveitar as oportunidades para não terminarmos de maneira ruim.

Ilustração: Enfermeira revela os 5 maiores arrependimentos das pessoas em seus leitos de morte.
Bronnie Ware, enfermeira que durante anos cuidou de pacientes no leito de morte, escreveu o livro “The Top Five Regrets of the Dying – A Life Transformed by the Dearly Departing”, que, como o título diz, trata dos cinco arrependimentos mais comuns manifestados pelas pessoas antes de morrerem.
Quando questionados sobre algum arrependimento que tiveram ou qualquer coisa que faria diferente, temas comuns vieram à tona. Aqui estão os cinco mais comuns:
1. Eu gostaria de ter tido a coragem de viver uma vida verdadeira a mim mesmo, e não a vida que os outros esperavam de mim.
2. Eu gostaria de não ter trabalhado tão duro.
3. Eu gostaria de ter tido a coragem de expressar meus sentimentos.
4. Eu gostaria de ter mantido contato com meus amigos.
5. Eu gostaria que eu tivesse me deixado ser feliz.

Para que não terminemos de maneira ruim, quero convidar você a ser um cristão de primeira, nunca um cristão de segunda:

1 - Um chamado atendido - Experiência de conversão
Mateus 11.28-30 / João 3 - Nicodemos

2 - Um caráter transformado - Experiência da santificação
I Coríntios 9.25-26:
E todo aquele que luta de tudo se abstém; eles o fazem para alcançar uma coroa corruptível; nós, porém, uma incorruptível.
Pois eu assim corro, não como a coisa incerta; assim combato, não como batendo no ar.
Antes subjugo o meu corpo, e o reduzo à servidão, para que, pregando aos outros, eu mesmo não venha de alguma maneira a ficar reprovado.

3 - Uma disciplina reconhecida - Experiência da perseverança
I Coríntios 9.27
Antes subjugo o meu corpo, e o reduzo à servidão, para que, pregando aos outros, eu mesmo não venha de alguma maneira a ficar reprovado.

Conclusão:
Você pode ser um crente de primeira e cair para segunda.
Você pode ser um crente de segunda e subir para a primeira.

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Café com Cristo - Dinheiro é bom desde que...


            Uma inverdade que tem se instalado em nosso meio e assumido contornos de verdade é que dinheiro é algo ruim, sujo e que não traz felicidade.
            Possivelmente, uma das fundamentações para tal atitude encontra-se em I Timóteo 6.10: “Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores”. Esquece-se que não há condenação ao dinheiro em si, mas ao amor que se pode dedicar a ele.
            Dinheiro é bom desde que sejamos seus senhores e não ele nosso.
            Dinheiro é bom desde que não devotemos a ele amor que só se devota a Deus e ao próximo.
            Dinheiro é bom desde que o usemos para a glória de Deus e o bem comum.
            Dinheiro é bom desde que seja um meio e não um fim.
            Dinheiro é bom desde que o usemos para ajudar o necessitado e não omitamos porque pretendemos comprar algo supérfluo.
            Dinheiro é bom desde que eu saiba que quando morrer não levarei um centavo sequer.

            Aprendamos a lidar com o dinheiro, pois, através dele, milhões de pessoas tem ouvido a respeito de Jesus através da obra missionária. 

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Café com Cristo - Ai de mim, pecador


            Provavelmente o texto mais conhecido do livro de Isaías seja o capítulo sexto. Narra sua experiência com Deus num momento trágico após a morte do rei Uzias.
            Isaías era profeta palaciano e a vacância no reino de Israel revelava preocupação e é nesse contexto que Deus se apresenta como soberano Senhor. Vagando o reino de Israel, não vagava o senhorio absoluto do Senhor. Isaías o viu assentado sobre um alto e sublime trono.
            Acontece uma aproximação de sua alma com a alma de Deus e o profeta experimenta mudanças radicais. Uma delas: reconhece-se pecador e homem de lábios impuros. Lendo o capítulo quinto, revela-se um profeta que lança ais sobre vários pecadores. Ao chegar ao sexto, um profeta que lança primeiro um ai sobre si mesmo.
            A grande lição: quanto mais perto de Deus, mas reconhecimento de nosso pecado. Quanto mais longe d’Ele, mais reconhecimento do pecado dos outros.

            Estamos mais perto ou mais longe? Peçamos a Ele que se revele a nós, dando-nos a nítida visão de sua glória, levando-nos a reconhecermos nosso pecado.