quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Santa Maria - Capa do Jornal Extra


Santa Maria - Pr. Ed René Kivitz

Veja o que disse o pr. Ed René Kivitz:


Contingência, sofrimento e Deus



    Pr. Ricardo Gondim 

O Brasil sofre. De repente todos nos sentimos irmanados pela dor. O trauma de saber que pelo menos 232 vidas foram arrancadas prematuramente parece demais. Apesar de saber que no Brasil se faz vista grossa à legislação que previne acontecimentos como o de Santa Maria, apesar de todos os senões que evitariam tantas lágrimas, nos vemos mais uma vez diante do que a filosofia trata como contingência. Esclareço: contingência significa que há acontecimentos desnecessários.

Os fatos tenebrosos não fazem parte de um encadeamento inevitável. Afirmar que uma tragédia pode ser evitada implica em que ela não foi orquestrada por uma divindade. Na contingência fatos ocorrem sem alguma razão que os explique ou justifique, e que escaparam da engrenagem de causa e efeito. Se o teto de uma igreja cai, um avião despenca, uma boate pega fogo, é porque o mundo contém espaço para acidentes - causados por negligência, falha humana ou mecânica- e podem matar sem que se atrelem a fado, destino, punição ou plano de Deus.

Sem atinar, muitos repetem a crença de que só se morre quando chega a hora. Para que tal afirmação seja verdadeira, destino precisaria vir escrito com “d” maiúsculo, pois necessitaria de inteligência e controle para reunir em uma casa de espetáculo, avião ou ônibus, todas as pessoas destinadas a morrer naquele dia específico. Acreditar assim concede à fatalidade um poder apavorante: imaginar que jovens, seduzidos por uma orquestração oculta, entraram como gado no matadouro.

Da mesma forma, muitos tentam encadear os eventos acidentais da vida, supondo que Deus “permite” sinistros com algum propósito. Querem dizer que cada pessoa, com histórias, projetos, sonhos, viu-se arrancada da existência “porque Deus assim quis”. O objetivo de Deus seria um mistério que ninguém entende e será revelado a longo prazo? Como ter fé em um Deus que “deixa” rapazes e moças se pisotearem até a morte? Ele utiliza eventos macabros para ensinar as pessoas a terem medo dele? Esse é o seu jeito de produzir arrependimento? Tal entendimento faria com que a biografia de cada indivíduo que se perdeu fosse descartável. Deus precisaria, inclusive, manter-se frio, desprezando as lágrimas de mães e pais.

Alguns chegam a ensinar que o Divino Oleiro faz o que quer e não podemos questioná-lo. Deus mata, afoga, asfixia e dá as costas em “vontade permissiva” porque deve conduzir a macro história para a sua glória final? Nas grandes tragédias, alguns se contentam em explicar os eventos através da doutrina do controle absoluto. Afirmam que Deus tem todo o poder e não seria difícil para ele reunir em um só lugar as pessoas que deveriam morrer. Um Deus com requintes desse maquiavelismo, não passaria de um demônio. Deus é bom. Satisfaz pensar que na divina economia Deus ainda vai compensar a morte absurdamente desnecessária de tantos jovens? Difícil explicar tal conceito aos pais, avós e parentes que sonharam em vê-los terminando a faculdade, casando e tendo filhos. Bastaria falar da vida depois da morte para consolar mais de duzentas mães acorrentadas à trágica realidade de que Alguém lhes roubou a razão de viver? A idéia de que Deus tem um plano para cada morte se esvazia diante dos números. Aviões caem, ônibus tombam, boates incendeiam. Todos os dias incontáveis acidentes acontecem. Como explicar as balas perdidas, os erros médicos e os atropelamentos provocados por bêbados? Todos cumprem alguma ordem ou são inevitáveis?

Uma senhora de nossa comunidade caiu da laje de sua casa em construção, quebrou a coluna e ficou paraplégica. Ela fotografava a obra para que a filha lhe ajudasse nas despesas do acabamento. A mais tosca explicação que a teologia poderia dar ao seu infortúnio é que Deus tem um plano para deixá-la paralítica ou a puniu por algum pecado. Jesus considerou em seus ensinos um mundo contingente. Contradizendo a religiosidade popular judaica, ele desconectou a queda de uma torre de qualquer desígnio divino. Não concordou com a insinuação dos discípulos de que a cegueira de um mendigo era consequência do pecado dele ou de seus antepassados. No Sermão do Monte, Cristo advertiu os seus seguidores de que mesmo alicerçando a casa sobre a rocha, eles não seriam poupados dos ventos contrários e da tempestade. O mundo das relações, devido ao amor, precisa de liberdade, e essa liberdade produz contingência. Portanto, acidentes, percalços, incidentes, fazem parte da condição humana. O contrário seria absoluta segurança.

Sem a ameaça do sofrimento, sem a possibilidade da morte prematura, não enfrentaríamos ameaça de espécie alguma. Acontece que a ausência da contingência nos desumanizaria. A consciência do risco de adoecer e a imprevisibilidade da morte súbita, embora angustiantes, são o preço que pagamos por nossa humanidade. Jesus encarnou a compaixão de Deus, (compadecer significa sofrer junto), para nos mostrar que Deus sabe do risco de viver. Ele reconhece que mal e bem acontecerão no espaço da liberdade, por isso, oferece o ombro e as lágrimas. Deus não deseja que nossa vida se perca no inferno da dor. Qualquer desastre revela a inutilidade de pensar que o exercício correto da religião ou a capacidade tecnológica bastam para anular a contingência. A vida será sempre imprecisa e efêmera. Diante da possibilidade do sofrimento, aprendamos a chorar com os que choram.

Soli Deo Gloria.

Fonte: http://exterminadordefalsosprofetas.blogspot.com.br/2013/01/contingencia-sofrimento-e-deus.html

Dor!


Leitores comentam texto "A melhor oração é amar"


Exterminador de falsos profetas:
Boa reflexão: Para quem quiser uma reflexão teológica e filosófica aprofundada sobre esse desastre, leiam o excelente trexto de Ricardo Gondim,um dos grandes teólogos do Brasil: http://exterminadordefalsosprofetas.blogspot.com.br/2013/01/contingencia-sofrimento-e-deus.html em Teóloga e Professora analisa a tragédia de Santa Maria

Andréa Bonifácio:
SE ALGUEM AFIRMAR:" EU AMO A DEUS", MAS ODIAR A SEU IRMÃO, É MENTIROSO,POIS QUEM NÃO AMA SEU IRMÃO , A QUEM VÊ, NAO PODE AMAR A DEUS , A QUEM NÃO VÊ. OUTRO VERSÍCULO MUITO PRECIOSO, É . NADA FAÇAM POR AMBIÇAO EGOISTA OU POR VAIDADE,MAS HUMILDEMENTE CONSIDEREM OS OUTROS SUPERIORES A SI MESMO.DOIS VERSÍCULOS QUE MOSTRAM COMO DEVEMOS ORAR. ETA ORAÇAO DIFICIL!!!!!!!!UMA SITUÇAO MUITO ENGRAÇADA OCORREU DENTRO DE MIM , UM DIA RESOLVI PEDIR A DEUS QUE ME FIZESSE CAPAZ DE AMAR COMO ELE AMA, NOOOOOOOOOOOSSA , BATEU UM MEDO!!!! NA MESMA HRA EN QUE ORAVA , MEU PENSAMENTO IA LONGE , JA IMAGINAVA ALGUEM ME ESBOFETEANDO OU ME FAZENDO ALGO MUITO TERRÍVEL KKKKKKK , NA HRA NAO É ENGRAÇADO , NEM TÃO POUCO SE ISSO VIER ACONTECER. AI ME PERGUNTEI SERÁ QUE D FATO EU QUERO ISSO?? MAS SEGUNDO A VONTADE DE DEUS , É ISSO QUE DEVEMOS ALCANÇAR , A CAPACIDADE DE AMAR.E PEDRO NOS AJUDOU MUITO PERGUNTANDO A JESUS QUANTAS VEZES DEVERIAMOS PERDOAR, ENTAO COMO DIZ O CANTICO, A MELHOR ORAÇAO É AMAR!

Ivana Campos:
Bom dia!!! Lindo texto. Realmente muitos Cristãos não sabem o que é amar. Falam de amar ao próximo, mas só há amor se este próximo não for: pobre, homossexual, prostituta ou morador de rua.Deus só ouve a oração de quem tem amor no coração.

A melhor oração é amar



            Declara um cântico antigo: “A melhor oração é amar / A melhor oração é amar / Se não sabes amar / Tu não podes orar / A melhor oração é amar”.
Outra versão altera o quarto verso: “A melhor oração é amar / A melhor oração é amar / Se não sabes amar / Tu precisas orar / A melhor oração é amar”.
            Era interessante a discussão entre os defensores do “tu não podes orar” e os do “tu precisas orar”. Penso que podemos conciliar: não se pode orar no sentido de desprezar a relação entre amar a Deus e aborrecer o seu irmão, como enfatizou o apóstolo João. Mas, ao mesmo tempo, precisa-se orar, inclusive crendo que Deus pode mudar o quadro.
            A grande lição é que tipo de relação estabelecemos entre o nosso culto - orar - e o convívio - dia a dia - com nosso irmão. Há testemunhos negativos de cristãos que no domingo agem de uma forma e, de segunda a sábado, de outra, inclusive desconhecendo ou tratando mal seus irmãos. Isso é muito ruim e, nesse caso, esses irmãos precisam orar.
            Eu creio: a melhor oração é amar. Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo. O que passa disso é hipocrisia.
            E se insiste em não amar ao irmão é melhor nem adorar publicamente.

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Jesus é melhor, sim, que ouro bens



            “Jesus é melhor, sim, que ouro e bens / Jesus é melhor do que tudo o que tens / Melhor que riquezas e posições, / Melhor muito mais do que milhões / Jesus é mais puro que a linda flor! / Jesus é melhor, Ele, sim, satisfaz / Jesus é melhor, sim, Ele é amor; / Caminho, luz, verdade e paz”. Que bela poesia!
            No coro, o poeta destaca: “Pode haver um rei com poder nas mãos! / Mas do mal escravo, sim, / Mil vezes prefiro o meu Jesus! /   E servi-lo até o fim’’.
            Nada se compara a Jesus. Ainda que a barata teologia da prosperidade queira diminuí-lo, limitando-se a um serviçal para atender favores pessoais, Ele continua o Senhor do Universo, o Senhor de nossas vidas e, quem confia n’Ele nunca se decepciona.
            Na caminhada pela vida, já encontrei gente decepcionada com a política e os políticos, com a ciência, com a educação, até com a família, mas nunca encontrei um decepcionado com Jesus. Mesmo aqueles ou aquelas que contestam, no fundo, falam de experiências negativas com igrejas e líderes, nunca com Jesus.
            Posso afirmar em qualquer circunstância: Jesus é melhor, sim, que ouro em bens.

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Convenção Batista Brasileira - Posse da Nova Diretoria

Aconteceu agora pouco em Aracaju, SE, a posse da nova diretoria.
Da esquerda para a direita:

4ª Secretária: MM Tânia Kammer (SP)
3º Secretária: Pr. José Laurindo Filho (RJ)
2ª Secretária: Iracy Leite (PE)
1ª Secretária: MM Alzira Araújo (ES)
Presidente: Pr. Luiz Roberto Silvado (PR)
1º Vice-Presidente: Dc. Lincoln Araújo (PE)
2º Vice-Presidente: Pr. Oliveira Araújo (ES)
3º Vice-Presidente: Pr. Éber Silva (RJ)

Em sua primeira palavra como presidente, o pr. Silvado desafiou: "Que o povo batista brasileiro seja conhecido como o povo que ora!".

Assembleia dos Batistas - Programa de hoje

12ª SESSÃO - NOITE DA NOVA GERAÇÃO
Terça-feira – Dia 29 - 19h30 às 21h30

19h30  -  Instalação da 12ª Sessão
19h35  -  Tema, divisa e Hino Oficial
19h45  -  Mensagem  –  “A Nova Geração assume a Missão”
              Gilciane Abreu (BC)
20h25  -  Inspiração Musical
20h35  -  Apresentação Oficial e Oração pelas 
                  Novas Diretorias das Organizações 
               (UFMBB, UMHBB, OPBB, AECBB, AMBB, ADBB, AEPBB, 
                  ABIBET, ANEB)
20h45  -  Posse da Nova Diretoria da CBB
20h55  -  Palavra do Novo Presidente
21h00  -  Gratidão a equipe local
21h10  -  Filme promocional da 94ª Assembleia da CBB
21h25  -  Oração de Encerramento da 93ª Assembleia da CBB

Batistas Brasileiros encerram Assembleia Anual

A noite de hoje será marcada com o encerramento da Assembleia Anual dos Batistas ligados à Convenção Batista Brasileira. O evento acontece na cidade de Aracaju, estado de Sergipe, e tem sido marcado pelo espírito de cordialidade e grande nível espiritual.
Foi eleita a nova diretoria que tem o pr. Luiz Roberto Silvado como presidente.
Pr. Luiz Roberto Silvado, novo presidente

A mídia do estado deu ampla cobertura ao evento com inserção no jornal estadual da Rede Globo de mais de 2 minutos, gravação feita no Ginásio onde ocorre o evento, incluindo a fala de pessoas que vieram de várias partes do Brasil. No Estádio de Futebol, onde aconteceu a Cruzada Evangelística, o Pr. Piragine foi entrevistado (foto abaixo).


Os pastores também elegeram sua nova diretoria para o próximo ano. 
Na foto abaixo, da esquerda para a direita, começando com o Pr. Augusto Carvalho, Secretário Geral da Ordem, temos:
Presidente: Estevão Fernandes de Oliveira - João Pessoa - PB;
1 ° Vice-Presidente: Hilquias da Anunciação Dor - Curitiba - PR;
2 º Vice-Presidente: Vanderlei Batista Marins - São Gonçalo - RJ;
3 ° Vice-Presidente: Aloísio Penido Bertho - Juiz de Fora - MG;
1 ª Secretària: Diana Flávia Cavalcanti Alves Henrique de Souza e Silva - João Pessoa - PB;
2 º Secretário: Linaldo de Souza Guerra - Pilar - PB;
3 ° Secretário: Marcelo Gomes Longo - São Paulo - SP.



Tragédia e memória: às vítimas de Santa Maria


Tragédia e memória: às vítimas de Santa Maria / Tragedy and memory / Tragedia y la memoria


Pr. Irênio Chaves*
Desde a manhã de domingo, o Brasil inteiro é tomado de uma perplexidade e dor sem fim. A dor dos moradores de Santa Maria, principalmente das famílias que perderam seu futuro, é mesma de todos nós. Alguém já disse que quem perde um pai é chamado de órfão, quem perde um cônjuge é chamado de viúvo, mas quem perde um filho não tem nome devido a tamanha dor. Dor que não se aplaca com palavras, dor do vazio, dor da perda. Mas uma dor que não nos deixa esquecer que por trás de toda essa tragédia está uma história de descaso e arbitrariedade que tem marcado a vida em sociedade no nosso país.
Eu sei que esse não é um problema brasileiro. Outras tragédias como essa, com boates sendo incendiadas por descuidos de integrantes de bandas ou por ganância dos proprietários, já aconteceram na Argentina, na França, na Rússia e nos Estados Unidos. Em todas elas, as vítimas eram jovens cheios de sonhos e planos. O problema é que outras tragédias já aconteceram em nosso país e pouco aprendemos com elas. O incêndio do Gran Circo em Niterói, por exemplo, foi há 51 anos. Acontecimentos assim nos trazem à memória um histórico de perda. A dor das mães se torna dor coletiva em que todos nós sofremos perdas e danos.
As vítimas de Santa Maria não nos deixam esquecer de que há responsabilidade do poder público e que há corrupção por parte do setor privado, o que provoca consequências com essa dimensão. O que falar dos mortos em chacinas, emboscadas, golpes e traições? Em toda essa história de perdas, duas marcas predominam: de um lado, a marca da impunidade e, de outro, a da superação. Se de um lado temos poucas expectativas de que mudanças significativas aconteçam, por outro as ações de solidariedade abrem novos caminhos de justiça. Se de um lado temos a suspeita de que os verdadeiros culpados ficarão impunes, de outro temos expectativas de que podemos viver num mundo mais solidário, de pessoas que se ajudam a superar a dor. Se de um lado a impunidade impera, de outro o grito de superação prevalece.
Até quando vamos ter que chorar as vítimas de tragédias anunciadas, da impunidade, do desmando e da ganância? Depois da tragédia, restam outras vítimas, os sobreviventes que se perguntam: por que meu filho? Por que meu melhor amigo? Por que ele e não eu? Somos todos nós que, junto com pais, irmãos e amigos, nos sentimos impotentes por não termos conseguido evitar o pior, morremos um pouco a cada dia por saber que isso ainda não acabou. Nessa hora, vale a atitude de Jeremias: “Todavia, lembro-me bem do que pode me dar esperança.” Lamentações 3.21. Às muitas vítimas de Santa Maria, deixo a minha solidariedade em oração a fim de que a esperança permaneça como uma sobrevivente em meio a tanta dor.
*Irenio Silveira Chaves é pastor, filósofo e teólogo.
Fonte: http://filosofiaeespiritualidade.blogspot.com.br/2013/01/tragedia-e-memoria-as-vitimas-de-santa.html

Uma definição de oração



Oração
Orientação para a vida,
Reconhecimento da limitação humana,
Aceitação da vontade soberana e
Consciente do Deus Eterno,
Até que seus planos para nós,
Os seus filhos, sejam confirmados.

“Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças” - Filipenses 4.6

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

A ponte que quase caiu



   Pr. João Soares da Fonseca
   jsfonseca@pibrj.org.br



Nas montanhas da Escócia, há uma velha ponte, construída por um tal General Wade. Era uma estrutura sólida e maciça, erguendo-se sobre um penhasco impressionante.

Essa ponte funcionou por décadas e décadas, até que há alguns anos foi declarada insegura e, posteriormente, fechada ao tráfego. Sabe por quê?

Um dia, o vento soprou e trouxe para debaixo da ponte algumas sementes de bétula ("birch", em inglês), que é uma frondosa árvore comum na Europa. As sementes germinaram, e nasceu uma plantinha, tão frágil que qualquer criancinha poderia tê-la arrancado sem o menor esforço. Mas ninguém arrancou, e a plantinha foi crescendo. Os transeuntes lá em cima não se davam conta da presença daquela plantinha lá embaixo. E a plantinha virou uma árvore pequena, depois grande, poderosa e, por fim, gigantesca. E agora, com fundas e fortes raízes, abalava e comprometia a estrutura da grande ponte.

Algo semelhante acontece com as nossas almas. Para nos enfraquecer, o nosso inimigo usa a tática de semear dúvidas diminutas, plantar rancores miúdos, estimular microrressentimentos, inocular invejas aparentemente inofensivas, incentivar olhares indecentes, contemporizar com a maledicência, desenvolver manias minúsculas, porém, medíocres…

Em vez de tsunamis dramáticos, ele apela para estratégias silenciosas, em que a água vai minando a estrutura da casa sem que o morador o perceba. A ponte vai sendo enfraquecida em doses homeopáticas. Até que um dia, a casa cai. Um dia, a bela e útil ponte tem de ser interditada.

Se desejamos viver num ambiente psicologicamente saudável e espiritualmente puro, precisamos adotar uma política espiritual de tolerância zero para com o pecado.

"Um pouco de fermento leveda toda a massa" (Gl 5.9).

A acomodação do pecado nas cavidades do coração pode dar-se de modo gradual, quase imperceptível, sem sustos nem sobressaltos, mas os resultados são previsivelmente devastadores.


* Pastoral, Domingo,  27 de janeiro de 2013.


Diretoria completa da Convenção Batista Brasileira

Presidente: Pr. Luiz Roberto Silvado (PR)
1º Vice-Presidente: Dc. Lincoln Araújo (PE)
2º Vice-Presidente: Pr. Oliveira Araújo (ES)
3º Vice-Presidente: Pr. Éber Silva (RJ)
1ª Secretária: MM Alzira Araújo (ES)
2ª Secretária: Iracy Leite (PE)
3º Secretária: Pr. José Laurindo Filho (RJ)
4ª Secretária: MM Tânia Kammer (SP)

Batistas brasileiros continuam acreditando nos pastores

A eleição para a Presidência da Convenção Batista Brasileira no dia de hoje mostrou mais uma vez que os batistas continuam acreditando nos pastores.
Veja bem. No segundo escrutínio, concorreram: Pr. Luiz Roberto Silvado (foto) e Dc. Lincoln Araújo, vencendo o primeiro.

Considerando que, dos 1833 mensageiros inscritos, 26,57% pastores, 7,04% diáconos, 2,62% músicos, 6,49% educadores e 57,28% representantes de outras atividades, era perfeitamente possível que o pastor não fosse eleito, o que seria um fato inédito na história da Convenção Batista Brasileira. Sem contar o fato que o Dc. Lincoln Araújo é um líder respeitadíssimo no nordeste brasileiro, onde acontecia a Assembleia, ou seja, em Aracaju, Sergipe. 
73% dos mensageiros não eram pastores e mesmo assim um pastor ganhou a eleição.


Novo Presidente da Convenção Batista Brasileira

Pr. Luiz Roberto Silvado é o novo Presidente

Presidente da Convenção Batista Brasileira será conhecido em segundo escrutínio

O pr. Luiz Roberto Silvado (Foto) e Dr. Lincoln Araújo disputarão a Presidência da Convenção em segundo escrutínio.


Nota: não conseguimos foto do Dr. Lincoln Araújo.




Candidatos à Presidência da Convenção Batista Brasileira

Pr. Éber Silva
Pr. Josué Melo Salgado
Dr. Lincoln Araújo
Pr. Luiz Roberto Silvado
Pr. Paulo Eduardo Vieira
Pr. Manoel A. Freitas
Pr. Geraldo Geremias
Pr. Wagner Araújo
Pr. José Laurindo Filho
Pr. Eraldo Sena Campos
Pr. Marcos Pereira
Pr. Gilvan Santos Cerqueira
Pr. Oliveira Araújo
Pr. Vítor Hugo Mendes de Sá
Pr. Walkimar

Curiosidade: nenhuma mulher indicada. Como também não vi nenhuma mulher indicando.

Uma mensagem para mim


No domingo, dia 20 de janeiro, preguei de manhã e de noite na Igreja Batista do Braga. Nada demais nessa informação. Acontece que minha mãe estava em estado gravíssimo no hospital, vindo a descansar no Senhor dois dias depois.
Meus planos para aquele domingo eram outros, até em termos de mensagem. Mas tudo foi mudado pelo Senhor dos planos.
Aqui, um resumo dos sermões:

Manhã:
1 - Vale a pena servir a Jesus.
2 - Vale a pena servir ao próximo.
3 - Vale a pena viver em comunhão na família.

            Noite:
            1 - Deus é o dirigente moral da História.
2 - Nada acontece sem a vontade de Deus: volitiva ou permissiva.
3 - Tudo o que Deus faz é bom.
4 - O melhor caminho é a submissão à vontade do Senhor.
           
            Antes de ser para as minhas ovelhas, esta mensagem foi para mim. Desculpe o egoísmo.
            Não é pecado fazer planos, devemos fazê-los. Mas devemos ser sensíveis à vontade do Senhor dos planos. Ele é soberano. É bondoso. É amoroso. Ele sabe o melhor para nós.

Teóloga e Professora analisa a tragédia de Santa Maria



Mestre em Educação, Bacharel em Teologia, em Letras e em Pedagogia, a professora e teóloga Delcinalva de Souza Lima (foto) apresenta sua leitura sobre o segundo maior acidente da história do Brasil, o incêndio na Boate Kiss, que vitimou perto de 250 jovens.

1 - Qual a relação da tragédia de Santa Maria com o pecado na vida humana?

Talvez alguns queiram ler uma palavra contra ir a boate, contra isso ou aquilo.... Não preciso falar disso, pois cada um é livre para ir e vir, mas deve usar sua Inteligência para avaliar onde ir. Os jovens crentes mais ainda são responsáveis nessa avaliação pois têm os parâmetros de Deus sobre aquilo que um filho seu deve ou não fazer; onde deve ou não ir. Também não vejo aí uma punição de Deus pelo fato de aqueles jovens estarem numa boate. Se assim fosse, o castigo de Deus teria que se manifestar em milhares de boates no Brasil e no mundo.

Esse foi mais um triste acidente causado pela imprudência e pelo interesse pelo lucro: normalmente essas são tragédias anunciadas: alvará vencido, ambiente revestido com material altamente inflamável. Se esse incêndio houvesse acontecido em uma das nossas igrejas estaríamos relacionando –o com o pecado?

Uma preocupação: Será que nossos templos estão preparados para um acidente deste tipo? Será que nossos templos têm saída de emergência? Será que numa circunstância de incêndio todos os que estão no templo poderão sair sãos e salvos?

2 - Qual a relação entre a onisciência de Deus e o fato acontecido?

Onisciência  é conhecer todas as coisas  e conhecer mesmo antes que aconteçam, pois a onisciência inclui a presciência. Mas não é predeterminar. O fato acontecido é de responsabilidade das pessoas, que foram criadas por Deus com inteligência, capacidade de prever consequências para os seus atos. Deus conhece todas as coisas e até conhece antes, mas Deus não determina nem nos manipula, pois se fosse assim seriamos robôs e não teríamos responsabilidade por coisa alguma e Deus seria o responsável tanto pelo bem quanto pelo mal. E não é assim, pois “toda boa dádiva desce do Pai das nuvens”. Não devemos nos perguntar por que Deus deixou acontecer, mas devemos nos perguntar: por que tantos jovens estavam ali? Por que o material que revestia o teto era inflamável? Por que o alvará estava vencido e a boate funcionando? As perguntas estão no campo humano e não divino.

3 - Como relacionar Deus, dirigente moral do universo, com a permissão para acontecer tamanha dor com jovens ceifados?

Deus dirige moralmente o universo para o fim que ele determinou: a volta de Cristo com a punição definitiva para Satanás e para as pessoas que optaram por segui-lo, por conseguinte rejeitaram a Deus e a Jesus. O ser humano é moralmente livre, pois assim foi criado por Deus. É a pessoa que decide o que fazer e como fazer; onde ir e não ir; escolhe entre o certo e o errado.  Deus não determina os atos das pessoas, nem suas escolhas morais. No entanto, Deus nos deu princípios morais para seguirmos e nos deu capacidade de escolher entre o certo e o errado. Assim Deus não é responsável pelo que aconteceu em Santa Maria como não é responsável por um avião que cai, nem é responsável por um ônibus que bate e muitos morrem.

4 - Qual é o papel da religião após uma tragédia como esta?

A religião cristã crê num Deus que é o Deus de toda a consolação; num Deus pessoal e amoroso, que estende sua misericórdia sobre justos e injustos. Então, o papel da religião cristã é agora confortar os familiares que sofrem uma dor que só Deus pode amenizar.  Além desses familiares há os feridos que ficarão hospitalizados por muito tempo, e precisarão de conforto espiritual, precisarão de amparo amoroso para suportar o duro tratamento que têm pela frente. Devemos orar por eles e quem está na região, no momento próprio,deve ir ao encontro deles com  a esperança -certeza que só Cristo dá.

5 - Conclusões finais:

Diante dessas tragédias sempre penso em como a vida é fugaz, é um vapor que logo se vai... Também penso em que ninguém sabe qual será o dia em que a sua vida chegará ao fim. Aqueles jovens julgavam ter a vida inteira pela frente, mas a vida inteira era apenas até aquele momento. Então, por não saber quando será o dia da minha morte que pessoa ser  agora com a família, com o próximo? Como deve estar o meu relacionamento com Deus agora? Como deve estar a minha alma agora? Não vivo um medo, uma preocupação doentia com a morte: vivo a certeza de que a vida é breve e de que não sei quando chegará o fim. Como vai a sua alma agora?

Além de me preocupar comigo mesma também me preocupo com aqueles que não têm a certeza de vida eterna: precisamos levar a eles o conhecimento da salvação para que eles possam escolher entre a vida e a morte. E minha oração é que escolham a vida em Cristo Jesus.


domingo, 27 de janeiro de 2013

Líder Batista Fluminense fala sobre a Assembleia em Aracaju


Em contato com uma liderança batista fluminense, temos as seguintes informações da Assembleia dos Batistas Brasileiros em Aracaju. Mantivemos o anonimato porque a conversa foi informal e antes que perguntasse se podíamos divulgar, o contato foi cortado. Mas vale a pena. 
Em negrito, nossas perguntas. 

Como estão os trabalhos da Convenção?
As setoriais foram boas, a Educação Teológica só pegou o Seminário do Norte, porque dr. Lincohn Araújo renunciou a direção...

Pq? É candidato?
Imagino que sim, minha opinião.

Sabe o número de inscritos?
Quando ouvi 1400, mas pode ser que tenha aumentado.

Quem você acha que leva a eleição?
Vou falar os possíveis: Pr. Éber (presidiu bem a Ordem dos Pastores, está em destaque), Pr. Silvado (falou nos estudos da manhã).

Que acha do Oliveira, Josué Salgado e parece-me o Presidente da Bahia?
Pr. Oliveira (cacique das antigas), Dr. Lincoln (cacique) e o Pr. Josué Salgado. Estou falando os que estão em evidência... Outro em evidência é Estevam, mas como ele assumiu a OPBB, creio que não aceitará

Sim, não deve ser candidato o Estevam...
Isso

Notícias do pr. Vanderlei Marins, ouvi do pr. Piragine que não passou bem a noite de anteontem...
Ele foi ao hospital, com crise de rins, mas já está no hotel.

Sim, não teve desdobramentos?
Está de repouso

Sobre as acomodações da Assembleia vi muita gente se abanando...
O ginásio não é refrigerado, as salas das setoriais eram, mas o espaço central não.

Para você, qual o ponto alto da assembleia?
Os estudos estão bacanas, mas ainda temos a cruzada hoje, as noites missionárias, eleição, então vamos esperar!

A organização é boa?
Boa, todos mobilizados... Apesar das necessidades, todas elas são resolvidas rapidamente.

Batistas Brasileiros recebem Vice-Governador de Sergipe


Vice-Governador de Sergipe comparece na 93ª Assembleia da CBB

 
A 93ª Assembleia da CBB teve a presença do Vice-Governador do Estado de Sergipe, Jackson Barreto, que saudou com alegria os batistas de todo o Brasil. E através de palavras reconheceu o trabalho dos batistas em Sergipe, que este ano comemora 100 anos.

E a respeito do tema proposto pela 93ª Assembleia declarou: “Que todos nós nos preocupemos com as questões da nova geração, tanto material, como espiritualmente”.

Após a fala do vice-governador, o pastor Paschoal Piragine Jr. convocou todos para estender suas mãos e clamar ao Senhor por Sua benção para o governador que se encontra doente e pela vida e responsabilidade do vice, Jackson Barreto.



Fonte:
http://batistas.com/index.php?option=com_content&view=article&id=1154:vice-governador-de-sergipe-comparece-na-93o-assembleia-da-cbb&catid=49:artigos-assembleia

O Senhor é bom



Certo homem argumentava que a existência de Deus era história pra boi dormir e que falar da bondade do Senhor era acreditar em história da carochinha. Um jovem aproximou-se dele chupando uma laranja. Perguntou-lhe se estava doce ou azeda, ao que o professor, rindo, disse tratar-se de uma idiotice, pois como saberia se estava doce ou azeda se ele não tinha experimentado. Ouviu do jovem que só pode falar da existência de Deus quem teve uma experiência com Ele.
Parece-me que a história acima se explica com o que o Davi escreveu no Salmo 34.8: “Provai, e vede que o Senhor é bom; bem-aventurado o homem que nele confia”. Só vê que o Senhor é bom quem prova d’Ele. E só é completamente feliz quem n‘Ele confia.
A grande barreira para ver/sentir a bondade do Senhor é o orgulho, a presunção. Livre disso, reconheceu Davi: “Clamou este pobre, e o Senhor o ouviu, e o salvou de todas as suas angústias”.
            Caso a dúvida sobre a bondade do Senhor se aloja no seu coração e mente, humildemente, peça a Ele que se apresente a você. Ele o fará. E como será bom!

sábado, 26 de janeiro de 2013

Assembleia dos Batistas é destaque na Rede Globo

A filiada da Rede Globo de Televisão em Sergipe deu destaque para os trabalhos da Convenção Batista Brasileira. Veja no link abaixo:

http://globotv.globo.com/tv-sergipe/se-tv-1a-edicao/v/evangelicos-participam-da-convencao-batista-no-brasi-em-aracaju/2369317/

Visto para os Estados Unidos vai acabar!


Exigência de visto para EUA acabará 'em pouco tempo', diz embaixador

Thomas Shannon disse que extinção do visto é 'objetivo dos dois governos'.
Ele falou ao G1 sobre relação com o Brasil no segundo mandato de Obama.

Cíntia AcayabaDo G1, em Brasília
330 comentários
O embaixador dos EUA no Brasil, Thomas Shannon (Foto: Wilson Dias / Agência Brasil)O embaixador dos EUA  no Brasil, Thomas Shannon
(Foto: Wilson Dias / Agência Brasil)
O embaixador norte-americano no Brasil, Thomas Shannon, afirmou em entrevista aoG1 que "em pouco tempo" os brasileiros não necessitarão mais de visto para ingressar nos Estados Unidos. Segundo ele, a extinção da exigência do visto é "um objetivo dos dois governos".
Shannon concedeu a entrevista por telefone na quinta (24) para falar sobre as relações entre Brasil e Estados Unidos no segundo mandato do presidente Barack Obama, que começou na última segunda (21).
"Estamos trabalhando nisso [a extinção de vistos para brasileiros]. Isso é obviamente um objetivo dos dois governos, do Brasil e dos Estados Unidos. Mas é um processo, uma série de acordos que temos que negociar para chegar a esse ponto", disse.
Nesta quinta, chegou de volta ao Brasil uma estudante de 16 anos que ficou quase dois meses retida em um abrigo para adolescentes em Miami depois de ter o ingresso no país negado devido à suspeita de que tinha viajado com o objetivo de obter trabalho.
De acordo com regulamentação do Congresso norte-americano, para que se anule a necessidade de visto a cidadão de um país é necessário que ao menos 97% dos pedidos sejam aprovados. No ano passado, a taxa brasileira estava em 96%.
“Neste momento, o Brasil está com algo como 95%, ou seja, quase está chegando a esse ponto. Em pouco tempo, vai chegar lá", disse Thomas Shannon.
Mas, de acordo com o embaixador, os dois governos têm que negociar uma série de acordos que tem a ver com os documentos de identidade, a integridade desses documentos e a habilidade de trocar informações sobre as pessoas que estão viajando entre os dois países".
Segundo ele, "essas negociações são sempre complicadas porque envolvem informação que geralmente está protegida por lei de privacidade dos dois países".
Em 2012, foi instalado em Belo Horizonte, mais um consulado dos Estados Unidos para a emissão de vistos e outros serviços diplomáticos. Um novo consulado deve ser aberto em Porto Alegre e, com isso, o país passará a ter seis consulados.
No anúncio das duas novas sedes, a secretária de estado americana, Hillary Clinton, disse que o objetivo era “facilitar a retirada de vistos e as viagens, derrubar algumas barreiras que foram criadas e continuar a promover o contato interpessoal".
Shannon considera que as relações entre Brasil e Estados Unidos estão consolidadas, mas disse que, em um “mundo dinâmico", é necessário reforçá-las.
"As relações entre o Brasil e os Estados Unidos são excelentes, mas no mundo dinâmico temos que trabalhar todos os dias para reforçar as relações e procurar novas áreas de cooperação e colaboração. Eu acho que o grande trabalho da presidente Dilma Rousseff e do presidente Obama é procurar essas novas áreas de cooperação e colaboração", disse.
Universidades
Entre as “novas áreas”,ele citou, primeiramente, a educação. "Precisamos construir os laços e vínculos entre as universidades brasileiras e americanas para facilitar o intercâmbio de estudantes e professores. Para realmente construir uma nova parceria na área educacional para o bem estar dos Estados Unidos e do Brasil", disse.
O embaixador vê o programa do governo brasileiro Ciência sem Fronteiras como um “excelente começo” para melhorar o intercâmbio entre as universidades.  O programa dá bolsas para jovens brasileiros estudarem fora do Brasil.
Para Shannon, também é preciso que mais norte-americanos estudem e falem português e mais brasileiros estudem inglês.
"Temos que aumentar a quantidade de americanos estudando no Brasil e por isso precisamos melhorar o ensino de português nos Estados Unidos. Acho que é nesse sentido, melhorar o ensino de inglês no Brasil e o ensino de português nos Estados Unidos que vai ser essencial nessa relação educativa", afirmou.
As relações entre o Brasil e os Estados Unidos são excelentes, mas no mundo dinâmico temos que trabalhar todos os dias para reforçar."
Thomas Shannon, embaixador dos Estados Unidos no Brasil
O embaixador também disse que é preciso investir mais no comércio e no investimento com o Brasil. “Cada dia há mais interesse na economia [brasileira]”.
Como os Estados Unidos enfrentam a pior seca desde 1956, e a safra de grãos, a maior do mundo, foi prejudicada, Shannon disse que o Brasil deve passar a exportar mais soja ao país. 
“O Brasil passou os Estados Unidos em produção de soja e deve exportar mais”, afirmou.
Política externa e doméstica
Sobre a política externa norte-americana, principalmente no Oriente Médio e no norte da África, Shannon afirmou que os Estados Unidos, neste segundo mandato de Obama, vão seguir “oferecendo suporte e apoio à democracia na área”.
“Essa região está mudando, estão em processo de evolução. Vamos seguir com o apoio à democracia. É preciso ver que a Al Qaeda está procurando novos locais para suas operações. Também vamos seguir com o combate ao terrorismo”, disse.
Para Shannon, mesmo com um mundo em transformação, as empresas norte-americanas ainda são líderes, e "o papel dos  Estados Unidos vai ser ainda mais importante no mundo para reforçar os processos de paz e de diálogo", disse.
“Os Estados Unidos ficam, os outros [como China e Índia], chegam”, disse Shannon.
O embaixador afirmou que Obama implementou uma “reforma histórica na saúde pública” e vai manter essa proposta no segundo mandato.
"[A posse foi] primeiro uma celebração da nossa democracia e também uma celebração da continuidade. Os segundos mandatos sempre são diferentes dos primeiros mandatos, mas acho que o presidente Obama em quatro anos fez muita coisa. Salvou a economia dos Estados Unidos, implementou uma reforma histórica na saúde pública e também começou uma transformação e uma mudança nas nossas relações com o mundo e ele vai continuar isso com mais profundidade", afirmou.
Shannon disse que gostou do discurso de posse de Obama, na última segunda-feira (21), porque, segundo ele, mostrou os desafios nacionais e internacionais do país.
"Eu gostei muito do discurso. Ele ligou os desafios que temos na área doméstica e internacional e mostrou claramente que os Estados Unidos têm que procurar maneira de expressar os valores democráticos que são base de nossa cultura política", disse.
Para ler mais notícias do G1 Mundo, clique em g1.globo.com/mundo. Siga também o G1 Mundo no Twitter e por RSS.
Fonte: http://g1.globo.com/mundo/noticia/2013/01/exigencia-de-visto-para-eua-acabara-em-pouco-tempo-diz-embaixador.html

Líder do Movimento Sem Terra em Campos é assassinado


Em seu perfil no facebook, o Deputado Marcelo Freixo comunicou:

"Atenção!! Nesta sexta-feira, em Campos dos Goytacazes, nosso companheiro Cícero foi assassinado. Cícero era uma das mais importantes lideranças do MST. Conheço Cícero desde 1998, grande liderança na luta pela terra. Grande pessoa e amigo. Cícero participou de uma reunião ontem à noite na usina Cambahyba (nova ocupação) e foi assassinado quando retornava para casa. Já falei com a chefe da policia civil, Dr. Marta Rocha, que imediatamente acionou o delegado da região. O delegado da região, Dr. Geraldo, já me ligou e garantiu a investigação. Vamos acompanhar. A equipe da Comissão de Direitos Humanos da Alerj já está na estrada. Vamos acompanhar e prestar solidariedade. Em 2009, Campos foi a cidade com maior número de casos de escravidão encontrados no Brasil. Ontem, Cícero foi assassinado lutando pela terra. Incrível como latifúndio e a escravidão ainda fazem parte da nossa história e das nossas tragédias".


Interessante é que um dos maiores jornais de Campos deu apenas esta nota:

Coordenador do MST encontrado morto em estrada vicinal
Um homem foi encontrado morto na manhã deste sábado na estrada que dá acesso a Usina Cambaíba. O homem seria o coordenador do Movimento dos Trabalhadores Rurais e Sem terras de Campos. A vítima foi encontrada morta com várias perfurações de arma de fogo em várias partes do corpo. Ninguém foi preso. O corpo foi removido para o Instituto Médico Legal(IML) e o caso será registrado na 134ªDP (Centro).

Confira no link abaixo:
http://www.fmanha.com.br/geral/coordenador-do-mst-encontrado-morto-em-estrada-vicinal


Assembleia da Convenção Batista Brasileira - Programa de hoje à tarde e noite



5ª SESSÃO
Sábado - Dia  26 - 14h00 às 17h30
•Câmara Setorial de Missões
•Câmara Setorial de Educação Religiosa
•Câmara Setorial de Educação Teológica
•Câmara Setorial de Ação Social

6ª SESSãO - NOITE DE GRATIDÃO PELA AMBB
Sábado  - Dia 26  -  19h30 às 21h30
19h30  -  Instalação da 6ª Sessão
19h35  -  Tema, Divisa e Hino Oficial
19h45  -  Louvor e Adoração
20h00  -  Exposição dos Objetivos e Dedicação de 2013 -  Ano da Nova Geração
              Pr. Paschoal Piragine Junior  -  Presidente da CBB
20h20  -  Gratidão pelos 30 anos da AMBB
20h40  -  Mensagem: Pr. Genilson Vaz (SP)
21h20  -  Inspiração Musical
21h25  -  Encerramento

Atenção: Em Sergipe e em todo Nordeste, não acontece o horário de verão, você deve considerar sempre uma hora a mais!

Asfaltos que não suportam um carro


Chuva: asfalto cede em São Gonçalo e carro cai no buraco

A chuva que caiu na Região Metropolitana durante a madrugada deste sábado fez o asfalto ceder em São Gonçalo. Por volta das 7h, um Gol preto passava na Avenida Jornalista Roberto Marinho (antiga Avenida Maricá), na altura do supermercado Guanabara, quando uma cratera se abriu no chão. O veículo foi totalmente engolido pelo buraco. Segundo um morador do local, que viu o acidente, as duas pessoas que estavam no carro sofreram apenas escoriações.
- Eram dois rapazes. O motorista teve pequenos arranhões e o passageiro estava com o braço inchado - contou Edis José Barcelos.
O problema no asfalto teria sido causado por uma obra de drenagem feita às pressas em novembro. Segundo a prefeitura de São Gonçalo, um trecho de dois quilômetros da Avenida Jornalista Roberto Marinho, entre os bairros Columbandê e Rocha, está interditado porque também corre risco de desabar.

Na Rua Major Januário Ribeiro, no bairro Lindo Parque, o Rio Madeira transbordou, e casa foram invadidas por água e lixo. A moradora Terezinha Porto Lisboa, de 80 anos, precisou acordar às 5h para limpar o quintal.
- Se chovesse mais um pouco, entrava água na casa. O rio não é dragado há dez anos. E está cheio de garrafas ali perto, se chover mais vai alagar tudo de novo - disse.
Por causa do transbordamento do rio, as duas pistas da Rua Alonso Faria estão interditadas. A via dá acesso ao Pronto-Socorro do município. Na Rua Visconde de Itaúna, no Gradim, comerciantes passaram a manhã retirando água das lojas. Casas, escolas e postos de saúde também ficaram alagados, e há muito lixo nas ruas.
Equipes da prefeitura estão nos bairros do Engenho Pequeno, Barro Vermelho e Boassú, onde há áreas de encostas que correm risco de deslizamento.
Chuva afeta a cidade
A população do Rio enfrentou forte chuva na madrugada deste sábado - o município estava em estado de atenção desde a 0h35m. A situação só foi revertida às 8h45m, quando retornou ao estado de vigilância, o primeiro nível em uma escala de quatro.
Na madrugada, a Defesa Civil acionou as sirenes de quatro comunidades, que corriam risco de deslizamento: Rocinha, Vidigal, Chácara do Céu, Sítio Pai João e Rio das Pedras. Bairros da Zona Norte e Oeste foram os mais atingidos. Não há informações sobre feridos.

Fonte: http://extra.globo.com/noticias/rio/chuva-asfalto-cede-em-sao-goncalo-carro-cai-no-buraco-7404319.html