quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Pr. Russell Shedd: Liderança Batista reconhece o seu valor

Pr. Russell Shedd
10.11.1929 - 26.11.2016

Pr. Valdo Romão - Pastor no Estado de São Paulo

Participei como conselheiro das Edições Vida Nova, na ocasião foi decidido editar a Bíblia Shedd, ele resistiu muito para que a Bíblia não recebesse o seu nome. Nunca quis ostentação. Sua humildade era uma qualidade que impressiona todos nós.

Pr. Felipe Lima - Pastor da Primeira Igreja Batista do Peró e Diretor do Seminário Teológico Ministerial Batista Litorâneo

O ilustre pastor Russel Shedd, sem dúvida alguma, é uma das principais referências teológicas do nosso país. Seu equilíbrio acadêmico e sua espiritualidade cristã têm impactado a muitos. Jamais me esquecerei de uma de suas mensagens na Assembleia da Convenção Batista Brasileira na cidade de Gramado-RS, em que abordou o Sermão da Montanha. A certa altura, ele disse: “Se porventura houver a fusão entre o Espírito Santo de Deus com o nosso espírito, pela pobreza deste, talvez Deus nos responda as orações”. Posto isto, que as nossas orações em favor de sua vida e saúde sejam recebidas no trono da graça do nosso bom Deus.


Pr. Russell Shedd - Última parte

10.11.1929 - 26.11.2016

Hoje acontece a última despedida e gratidão pela vida do Pr. Dr. Russell Phillip Shedd, que descansou no Senhor na madrugada do dia 26 de novembro.

Muito conhecido, querido e respeitado no cenário evangélico, era identificado como Pr. Russell Shedd, ou Pr. Shedd ou, ainda, Dr. Shedd. Que pseudônimo lhe caberia bem? Alguns seriam bem apropriados, como por exemplo:

Senhor Piedade. Aproximar-se dele era ter contato com um homem piedoso.

Senhor Santidade. Era um santo homem de Deus. Um conceito visível do sentido correto do que é ser santo. Uma de suas filhas declarou: “Sei que papai é pecador porque a Bíblia diz que todos pecaram, mas eu nunca vi meu pai pecar!”.

Senhor Humildade. Num congresso dos pastores fluminenses, em Rio Bonito, foi preletor principal nas reuniões plenárias. Eu dirigia uma oficina, assim como outros pastores, outras. No primeiro dia, ao iniciar, pr. Shedd entra no recinto. Tremi por dentro. Senta-se numa cadeira bem à frente, pega um bloquinho, faz anotações e, no final, com amor, me abraça, me elogia e me encoraja. Fez isso com todos os outros líderes. Não é comum o preletor principal ouvir um líder de oficina.

Independente do nome apropriado para ele, desde o último sábado descansa no Senhor e recebeu um novo nome, escrito no Livro da Vida, com o precioso sangue do Senhor Jesus, seu Salvador, a quem serviu e amou até o fim de sua vida.

Que bênção ter convivido um pouquinho com o pastor Russell Shedd.

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Luto


Felicidade - Última parte

A série “Felicidade” rendeu vários comentários que me chegaram, trazendo alegria.
Um deles veio de minha irmã Nilcea e vale a pena refletir:
“A pureza da criança permite enxergar o que realmente é riqueza. Aqui no condomínio onde moro, as crianças brincam muito. Elas jogam futebol, sobem nas árvores, brincam de pique que rodeia todo condomínio etc. Detalhe: não tem piscina, eles tomam banho de mangueira. Certa vez, conversando com Pedro da possibilidade de mudarmos, ele questionou: ‘E os meus amigos do condomínio?’. Uma família daqui comprou uma casa em outro lugar, uma casa linda com piscina em um condomínio chique. Os meninos, um de 9 e outro de 12, não abrem mão de todo final de semana ficar no condomínio em que Pedro mora. Perguntei para um dos garotos o porquê de não gostar do outro condomínio. Ele me respondeu: lá só tem duas crianças”.

O que o adulto sua tanto para encontrar, a criança consegue com a maior simplicidade. Não é sem razão que Jesus, indignado, disse: “Deixai vir os meninos a mim, e não os impeçais; porque dos tais é o reino de Deus” - Marcos 10.14. E também: “Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos fizerdes como meninos, de modo algum entrareis no reino dos céus” - Mateus 18.3.

Quer a felicidade? Foque em Jesus Cristo sua vida. Ele te ensinará como encontrá-la.

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Felicidade - V

Um pai, bem de vida, querendo que seu filho soubesse o que é ser pobre e como ele era feliz, levou-o para passar uns dias com uma família de camponeses.

O menino passou três dias e três noites vivendo no campo. No carro, voltando para a cidade, o pai perguntou:

- Como foi sua experiência? - Boa, responde o filho, com o olhar perdido à distância.

E o que você aprendeu, insistiu o pai?


Que nós temos um cachorro e eles têm quatro.
Que nós temos uma piscina com água tratada, que chega até a metade do nosso quintal. Eles têm um rio sem fim, de água cristalina, onde tem peixinhos e outras belezas.
Que nós importamos lustres do Oriente para iluminar nosso jardim, enquanto eles têm as estrelas e a lua para iluminá-los.
Nosso quintal chega até o muro. O deles chega até o horizonte.
Nós compramos nossa comida, eles cozinham.
Nós ouvimos CD's. Eles ouvem uma perpétua sinfonia de pássaros, periquitos, sapos, grilos e outros animaizinhos. Tudo isso, às vezes, acompanhado pelo sonoro canto de um vizinho que trabalha sua terra.
Nós usamos microondas. Tudo o que eles comem tem o glorioso sabor do fogão à lenha.
Para nos protegermos, vivemos rodeados por um muro, com alarmes. Eles vivem com suas portas abertas, protegidos pela amizade de seus vizinhos.
Nós vivemos conectados ao celular, ao computador, à televisão. Eles estão "conectados" à vida, ao céu, ao sol, à água, ao verde do campo, aos animais, às suas sombras, à sua família.

O pai ficou impressionado com a profundidade de seu filho e então o filho terminou: - Obrigado, papai, por ter me ensinado o quanto somos pobres e infelizes!

Quer a felicidade? Foque em Jesus Cristo sua vida. Ele te ensinará como encontrá-la.

Pr. Russell Shedd - II

Quando esteve em nossa Igreja (Igreja Batista do Braga, Cabo Frio), sua conferência foi marcante como sempre. Homem que reunia naturalmente erudição e piedade, apresentava o texto bíblico com paixão.

Outro fato que me marcou: entregamos-lhe uma oferta que deveria cobrir as despesas de viagem e proporcionar a compra de um presente ou gastasse como desejasse.

Ao ser informado, disse: “Não, não tenho que receber nada!”. Argumentamos que não era um pagamento, apenas para cobrir as despesas. Ele insiste: “A missão paga minhas despesas, eu não tenho que receber!”.

Esclarecemos que o valor estava no planejamento de sua vinda e que nos sentiríamos tristes se não aceitasse. Ele respondeu: “Então, vamos fazer assim: esse dinheiro será entregue à missão para continuar sua obra e os livros que sobraram ficam para vocês abençoarem seminaristas, líderes e pastores”. Os livros deixados tinham valor maior do que a oferta.

Simplicidade era uma de suas marcas. Capacidade de se doar, outra. Cumpria com alegria o que está em Eclesiastes 11.1-2: “Lança o teu pão sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás. Reparte com sete, e ainda até com oito, porque não sabes que mal haverá sobre a terra”.

Russell Shedd, um homem que o mundo não mereceu!

sábado, 26 de novembro de 2016

Convenção Batista Brasileira emite nota sobre o Pr. Russell Shedd

10.11.1929 - 26.11.2016

Em nota oficial, o presidente da Convenção Batista Brasileira, Pr. Dr. Vanderlei Batista Marins reconhece o valor desse servo do Senhor Jesus, seu profícuo trabalho no reino de Deus e apresenta à família a solidariedade em nome de todos os batistas brasileiros filiados à Convenção Batista Brasileira.
Leia abaixo a nota na íntegra:

Pr. Vanderlei Batista Marins
Queridos irmãos, falar sobre o Dr. Russel Shedd é algo gratificante, honroso e que faz bem por se tratar de um servo do Senhor, dedicado, comprometido e amado por todos. Homem leal à Bíblia como suficiente Palavra de Deus, que demonstrava temor ao Senhor e respeito às pessoas. Foi um Príncipe da parte de Deus que viveu entre nós. Víamos nele, de forma bastante expressiva, o que podemos chamar de identidade do discípulo de Cristo: conversão, vocação, caráter, fé, devoção, santidade, convicção, discrição, resignação, obediência, mansidão e amor pelas pessoas. Foi uma honra conhecer e conviver com ele!

Como Batistas Brasileiros, choramos a sua partida, mas, agradecidos pela bênção que ele foi, pelo exemplo de servo que deixou, pela forma simples e humilde como viveu e pela maneira serena e resignada de enfrentar o vale da sombra da morte.

A Convenção Batista Brasileira louva a Deus por sua preciosa vida, reverencia a sua memória, reconhece o valor do seu ministério e agradece a Deus por sua instrumentalidade como pastor, missionário, professor, escritor e conferencista, mas, sobretudo, um SERVO de JESUS CRISTO, nosso irmão querido e amado.
Prossigamos em oração pela família, a quem apresentamos as nossas condolências, solidariedade e amor cristão.

A Palavra de Deus diz : " ...o Senhor o deu e o Senhor o tomou; bendito seja o nome do Senhor!" e "...Muito bem, servo bom e fiel; foste fiel no pouco, sobre o muito te colocarei; entra no gozo do teu Senhor".
Em Cristo, 
Pr. Vanderlei Batista Marins
Presidente da Convenção Batista Brasileira

Ismael Gomes Barreto completou 90 anos

Pr. Russell Phillip Shedd descansa no Senhor

10.11.1929 - 26.11.2016
Faleceu no início da madrugada deste dia, 26.11, o pastor RUSSELL PHILIP SHEDD. Nascido na Bolívia, missionário no Brasil desde 1962. Aqui se dedicou ao ensino, à pregação e à literatura, tendo escrito dezenas de obras, inclusive as notas da Bíblia de Estudo que leva seu nome. Fundou a editora Vida Nova. 

Aqui, você terá uma série com este homem de Deus, que marcou gerações e, do qual, o mundo não era digno!

Ouvimos várias autoridades evangélicas sobre testemunho e impressão da vida dele a, abaixo, você pode acompanhar.

Pr. Eli Fernandes
Vice-Presidente da Convenção Batista Brasileira e Preletor Internacional

O que posso dizer desse homem, que tive o privilégio de conhecer e lecionar num mesmo período em que ele lecionou, nas décadas de 80 e 90? Um homem íntegro, um homem santo, um homem reto, justo, cuja vida, ensinos, marcou gerações. Louvo a Deus por essa vida ímpar, que passou por nós, deixando marcas indeléveis. Por muito tempo, seus escritos, suas mensagens, suas gravações, marcarão outras gerações. Glória a Deus, pelo que foi em vida Russell Shedd.

Pr. Hudson Galdino da Silva
Secretário Geral da Associação Batista Litorânea Fluminense e Pastor da Segunda Igreja Batista de Cabo Frio
Russel Shedd de todos os pregadores que já ouvi o que mais me despertou, muito mais do que sua fala, sua piedade de vida no que transmitia.
Sempre "bebi" com seus ensinos, mas olhar para ele enquanto falava me passava algo diferente que ia além desta erudição bíblica. Transmitia vida, mesmo quando discorria assuntos tidos como polêmicos. 
Resumo a vida de Shedd com uma expressão bíblica " Shedd andou com Deus...


Pr. Gilson Bifano
Diretor do Ministério Oikos

"Senhor Bíblia. Escrevo, choroso, este depoimento. PR. Shedd sempre foi o farol bíblico para nós, brasileiros, neste mar de tantas heresias. Foi conferencista em nosso Congresso Oikos sobre ministério com famílias. Pregou em um dos cultos de aniversário do Oikos. Sinto-me órfão neste momento. Sempre que me encontrava perguntava pela Bete e pelo Ministério Oikos. A quem, agora, vamos perguntar, para nos esclarecer, sobre uma passagem bíblica?".


Pr. Elildes Júnio - Pastor da Primeira Igreja Batista do Bairro São João
Pr. Shedd é um santo homem de Deus. Uma pessoa extremamente simples. Tive a honra de estar com ele algumas vezes, ouvindo sermões e em conversa informal. A cada encontro, saia edificado e comovido com o seu amor por Jesus. Conhecedor profundo das Sagradas Escrituras. Agora, no meio da dor, continuou nos emocionando com sua piedade, agradecendo a Deus pelo sofrimento e declarando que se sentia "desmamando do mundo e pronto para subir". Deus é bom, por nos presentear com a vida do querido Shedd.

Pr. Cleverson Pereira
Coordenador da Junta de Missões Nacionais no estado de São Paulo

Uma das pessoas mais incríveis que conheci. Em algumas oportunidades com ele, conversando, é nítida a sua sabedoria, e de uma serenidade ímpar e, mesmo com tanto conhecimento, não havia soberba. Que posso dizer? Muito obrigado.





sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Felicidade - IV

Certo rei ficou muito adoentado e com estado de saúde agravado corria risco de morte. Na cultura local, quem fosse acometido de enfermidade grave sem perspectiva de cura deveria vestir a camisa da pessoa mais feliz do reino.

O príncipe empreendeu uma verdadeira cruzada para descobrir o homem mais feliz do reino, adquirir sua camisa por qualquer preço e salvar a vida do pai. Com seus amigos e assessores, vasculhou todo o reino e, sempre que descobria um homem muito feliz, se decepcionava, pois era infeliz em alguma área.

Quase desistindo do intento, cansado e concluindo que não salvaria o rei, voltava à tardinha para o palácio com sua caravana. Ao passar por um lugar muito pobre, ouviu um brado, saindo de um barraco: “Obrigado, Senhor, que dia abençoado, eu te agradeço tudo que experimentei hoje. Eu sou o homem mais feliz da terra!”. Pararam, entraram, conversaram com aquele homem, que chegara do trabalho pesado daquele dia. E concluíram: este homem é o mais feliz do reino. Apresentaram-lhe a razão da visita e que estavam dispostos a pagar alto valor por uma camisa sua. Ouviram do homem: mas eu não tenho sequer uma camisa.

Felicidade não é ter. É ser de Jesus.


Quer a felicidade? Foque em Jesus Cristo sua vida. Ele te ensinará como encontrá-la.

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Pr. Russell Shedd sofre com um problema de saúde

"Doutor Piedade" é um nome que todos que o conhecem
lhe darão sem qualquer constrangimento

Dr. Russell Shedd comenta problemas de saúde e, mesmo sofrendo dores, glorifica ao Senhor Deus, a quem serviu com amor e humildade.

Em recente visita ao Pr. Dr. Russell Shedd, o Pr. Antônio Mendes, da Primeira Igreja Batista de Atibaia, São Paulo, gravou um vídeo com ele. Veja abaixo:

Felicidade - III

Felicidade começa com FÉ. Assim ecoava pelo Brasil e parte do mundo a voz do respeitado Pr. Davi Gomes nos programas da famosa Escola Bíblica do Ar. Um trocadilho com a primeira sílaba da palavra que, embora seja FÊ, para os nordestinos, é FÉLICIDADE.

Hebreus 11.1 declara que “fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não veem”. Mesmo não sendo propriamente uma completa definição, sinaliza aspectos interessantes: esperança e certeza do invisível.

Mas como ter esperança em meio a temporais e certeza do que não se vê? Com fé. Ou pela fé. Nesse caso, entrará em cena outra questão que em Romanos 1.20 fica mais claro: “As qualidades invisíveis de Deus - isto é, seu poder eterno e Divindade - são claramente vistas desde a criação do mundo, porque são percebidas por meio das coisas feitas”.

A fé não é privilégio de uns. Todos tem fé. É um dom, um presente de Deus. Mesmo que uma prática religiosa seja totalmente diferente de outra, sua ação traz no conteúdo o elemento fé. Assim, quem celebra com louvores num templo evangélico no domingo ou quem se desloca a uma esquina e deposita ali alguns alimentos e velas, ambos agem pela fé.

Qual seria a diferença, então? O objeto da fé. Para sua consistência, a fé precisa ser depositada em Jesus.  


Quer a felicidade? Foque em Jesus Cristo sua vida. Ele te ensinará como encontrá-la.

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Liderança Batista invade Brasília contra a corrupção

Amanhã, aqui no blog, entrevista exclusiva com o Presidente da Convenção Batista Brasileira, Pr. Dr. Vanderlei Batista Marins.



Uma caravana de líderes batistas de todas as partes do Brasil chegou a Brasília para apoiar o Ministério Público Federal na sua empreitada de promover a aprovação do projeto que levou popularmente o nome de "10 medidas contra a corrupção". Na foto ao lado, tem-se a visão do plenário da Sala da Comissão, onde se discutiu preliminarmente o projeto. Em pé, estão líderes como o Pr. Dr. Vanderlei Batista Marins, Presidente da Convenção Batista Brasileira, Pr. Adilson Santos, Diretor Executivo da Convenção Batista do Estado de São Paulo, Pr. Amilton Vargas, Diretor Executivo da Convenção Batista Fluminense, Pr. Diego Bravim, Diretor Executivo da Convenção Batista do Espírito Santo.

Dr. Deltan Dellagnol apresentando à liderança
os pontos principais dos projeto

Pr. João Melo, Vice-Presidente da Convenção Batista Carioca, Dr, Deltan Dellagnol, 
Procurador Público Federal, Pr. Dorgival Lima Pereira, da Convenção Batista do Paraná, 
e Pr. Adilson Santos, Diretor Executivo da Convenção Batista do Estado de São Paulo.

Para João Melo (foto ao lado), pastor da Primeira Igreja Batista de Vila da Penha e Vice-Presidente da Convenção Batista Carioca, "Foi muito importante, nós, como batistas brasileiros, estarmos presentes em Brasília. Além de vários outros representantes dos vários estados, a presença do pr. Vanderlei Batista Marins, nosso presidente. foi significativa. Foi muito importante passarmos para os promotores, principalmente o Dr. Deltan Dellagnol, que estamos orando por eles e estamos nos mobilizando para a moralização do nosso país. Os promotores federais nos informaram que não é mais um movimento deles, mas de toda a sociedade, e nós, batistas, fazemos parte dessa história".

Para o Vice-Presidente da Convenção Batista Carioca, o cenário na Câmara muda substancialmente e o jogo ganha contornos bem diferentes: "Na Câmara dos Deputados, na parte da tarde, o que nós sentimos é que a velha política ainda é muito forte, há um discurso do mal, que está sendo alinhado, questionando muitos pontos, indo meio que contra essa aprovação".


E apela João Melo: "Como cidadãos e como líderes também, precisamos nos posicionar e criticarmos, sim, essas pessoas. São deputados que declaram que não estão nem aí para a pressão que a sociedade está fazendo. Volto de lá preocupado, sim, enojado, de certa forma, mas também esperançoso que vivemos um novo tempo e que Deus pode agir através do seu povo que está lado".


Pr. Josué Melo Salgado, 2º Vice-Presidente da 
Convenção Batista Brasileira até recentemente, no
dia em que foram entregues as assinaturas de todo
o Brasil, provocando a ação popular.

Minha ovelhinha

Sete anos de pastor Jacob servia
Labão, pai de Raquel, serrana bela;
Mas não servia ao pai, servia a ela,
E a ela só por prêmio pretendia.

Os dias, na esperança de um só dia,
Passava, contentando-se com vê-la;
Porém o pai, usando de cautela,
Em lugar de Raquel lhe dava Lia.

Vendo o triste pastor que com enganos
Lhe fora assim negada a sua pastora,
Como se a não tivera merecida;

Começa de servir outros sete anos,
Dizendo: - Mais servira, se não fora
Para tão longo amor tão curta a vida!

Assim o lendário Camões exalta uma das mais lindas e comoventes histórias registradas na Bíblia. Raquel: Significa “ovelha”, "inocente", "mulher mansa" ou "a pacífica".
Em casa, temos nossa ovelhinha. É a nossa Raquel. Hoje, completa mais um ano de vida. Como somos, eu e Ilcimar, gratos a Deus. É um tesouro que recebemos. Com seu irmão, vocês são a maior emoção que experimentamos. Diferentemente dele, o médico não conseguiu me driblar, estava lá no centro cirúrgico, com máquina e foi muito legal.  
Filha querida, nosso maior desejo é que você continue a linda e abençoadora história que construiu até hoje. Você é uma benção em nossa vida!

“Que o Senhor te abençoe e te guarde, que o Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti, que o Senhor sobre ti levante o seu rosto e te dê a paz. Amém!”- Números 6.24-26.

terça-feira, 22 de novembro de 2016

Clarissa Garotinho abre a boca na Câmara


A deputada Clarissa Garotinho fez contundente e emocionante pronunciamento hoje na Câmara dos Deputados, chegando a choro copioso, emocionando a todos. O presidente da Sessão destacou que é médico e que confirmava a necessidade de seriedade no atendimento, em função do alto grau de stress que envolve uma pessoa naquelas condições.

Veja o vídeo abaixo:




Felicidade - II


Todos querem a felicidade. Não é pecado buscá-la e almejá-la. O perigo é quando não se define algumas questões:

1ª - Que é felicidade?
2ª - Quais são os meios corretos para alcançá-la?

O conceito equivocado de felicidade pode desencadear um processo danoso em que, para alcançá-la, não importam os meios. Para muitos, a felicidade é ter, mesmo que não seja o essencial. No caso de falta, a tristeza se instala. Para outros, felicidade é sentir - é a busca pelo prazer. Quando este não é possível, tudo se torna ruim. A percepção distorcida do que é, não se preocupando com os meios utilizados na busca, tem trazido grandes dores. O que era felicidade transforma-se em tristeza, o que era doce torna-se amargo.
Do respeitado Carlos Drummond de Andrade, lê-se: “Ser feliz sem motivo é a mais autêntica forma de felicidade”.
Em Provérbios 13.7, lê-se: “Há quem se faça rico, não tendo coisa alguma e quem se faça pobre, tendo grande riqueza”.
            Hernandes Dias Lopes destaca duas filosofias de vida apresentadas por Paulo na sua carta aos filipenses: 1ª - Porque para mim o viver é Cristo, e o morrer é ganho - Filipenses 1.21. 2ª - Porque todos buscam o que é seu, e não o que é de Cristo Jesus - Filipenses 2.21.
            A felicidade é nos encontrarmos em Deus e nos apresentarmos como auxiliadores do próximo.

            Quer a felicidade? Foque em Jesus Cristo sua vida. Ele te ensinará como encontrá-la.

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

A CBB e a batalha da corrupção

Dr. Vanderlei Batista Marins
Presidente da Convenção Batista Brasileira

Estará na pauta para apreciação amanhã, 22 de novembro, o projeto com as 10 Medidas Contra a Corrupção, proposto pelo Ministério Público Federal. Uma grande mobilização tem sido feita em todo o Brasil, procurando dar suporte aos idealizadores do Projeto, tendo em vista que forças contrárias aos ideais da ética tem se levantado para descaracterizar a proposta original.

Um dos idealizadores e mobilizadores de todo o trabalho é o Dr. Deltan Dellagnol, notabilíssimo membro do Ministério Público Federal. Tem feito uma verdadeira cruzada pelo Brasil defendendo a aprovação das 10 medidas contra a corrupção.

A Convenção Batista Brasileira, organização que agrega o maior número de batistas do Brasil, tem se engajado na campanha e os líderes principais declarado apoio para o projeto.

Em nota distribuída nas redes sociais, atingindo todas as redes sociais dos batistas, o presidente da Convenção, Dr. Pr. Vanderlei Batista Marins, apresentou sua preocupação com o que chama forças contrárias e convocou todo o povo batista a participar deste momento tão importante na vida da nação.

Leia a nota na íntegra:
Queridos líderes, como tem enfatizado os Procuradores Federais, o pacote das 10 medidas contra a corrupção é uma sinalização da direção para a qual o Brasil caminhará no futuro. 
É claro que interesses contrários estão articulados para atrapalhar ou impedir a aprovação das 10 medidas na Câmara dos Deputados, em Brasília, na próxima terça feira , dia 22. Daí, a necessidade de nos mobilizarmos como sociedade brasileira e, em especial, como Povo de Deus , orando, usando as redes sociais, mandando mensagens para os Deputados e pressionando para que votem pela aprovação.
Eu estarei presente  como cidadão, Pastor da Primeira Igreja Batista em Alcântara - RJ e Presidente da Convenção Batista Brasileira, e conclamo a LIDERANÇA BATISTA para acompanhar de perto, de preferência indo a Brasília. 
Conversando hoje com o Dr Deltan Dallagnol lhe assegurei o meu irrestrito apoio a esta causa,   minha participação em Brasília e meu empenho junto à liderança batista para fazermos a nossa parte.
Vamos juntos pelo Brasil, no combate a corrupção e a impunidade.
Vanderlei Marins

Felicidade - I

Talvez a mais intensa busca humana seja para encontrar a felicidade. Não há erro nessa intenção e todos devem lutar por isso. O que pode constituir-se num problema passa por duas vertentes: 1ª - o conceito de felicidade e, 2ª -, os meios para se alcançá-la. Trocando em miúdos: que é felicidade e como ser feliz?

Em seu ministério terreno, no famoso Sermão do Monte, Jesus elencou algumas bem-aventuranças. A palavra usada era “makários”, que pode ser traduzida por feliz. A ideia era de experiência completa, plena, não uma satisfação temporário.

No livro “Frutos do Espírito Santo”, o dr. W. Phillip Keller distingue alegria de felicidade. Para ele, felicidade depende do que acontece à nossa volta, é de fora para dentro. Quando tudo se desenrola da maneira como desejamos, somos felizes. Quando não, infelizes. Alegria independe das circunstâncias, é de dentro para fora.         Ainda que tudo à volta esteja em desarmonia, experimenta-se alegria.

O cantor romântico-brega Odair José, na década de 70, declarava: “Felicidade não existe, o que existe na vida são momentos felizes”. Na mesma letra, percebe-se o equívoco: “A gente pode ser feliz, viver a vida sem sofrer, é não pensar no que vai ser”. Era o conceito de felicidade como um prazer temporário, no presente, independente das consequências.

Você quer a felicidade? Foque em Jesus Cristo sua vida. Ele te ensinará como encontrá-la.

domingo, 20 de novembro de 2016

Campanha Derrotando Gigantes

Filho de Garotinho divulga nota sobre o Pai

Numa postagem em sua página no Facebook, Vladimir Garotinho divulga nota sobre o seu pai, o ex-governador Garotinho.
Faz tempo que tirei minha página social do ar, faz tempo que me cansei de ler tanta coisa inútil na internet. 
Hoje venho aqui como FILHO expressar meu coração partido, minha indignação, mais também a minha FÉ. Meu pai não é bandido, não está preso por roubo, desvio de dinheiro, contas no exterior ou qualquer absurdo como vemos acontecendo no país da Lava-Jato. A acusação contra ele, e até agora sem provas, é de distribuição ilegal de benefício social para pessoas pobres. Existem muitas situações obscuras ao longo dessa investigação, a verdade aparecerá.
As imagens, vídeos e áudios que estão sendo divulgados e tripudiados por muitos nas redes sociais, são de uma família aflita e em pânico ao ver o seu PAI e MARIDO sendo levado a força bruta de dentro de um hospital para um presídio onde ele prendeu muitos dos bandidos que lá estão, sendo assim corre risco de morte. Além disso foi levado mesmo com recomendação médica contrária pelo estado de saúde debilitado. 
Obrigado pelas mensagens e manifestações de carinho, até de pessoas que são politicamente contra. 
A história política do Garotinho é pautada por lutas e embates polêmicos, sempre acumulou adversários fortes e poderosos por isso. Dessa vez passaram dos limites, existem pessoas, corações e vidas destroçadas por um ato arbitrário e covarde. 
Jamais me envergonharei do meu PAI, do meu HERÓI. Nossas cabeças estarão sempre erguidas, pois Deus conhece nossos corações.
Aos meu irmãos: NÃO DESTRUIRÃO NOSSA FAMÍLIA, ELA É PROJETO DE DEUS.

A fábula do Beija-Flor


Era uma vez um Beija-Flor que fugia de um incêndio juntamente com todos os animais da floresta. Só que ele fazia algo diferente: apanhava gotas de água de um lago e atirava-as para o fogo.
A águia, intrigada, perguntou: – “Ô bichinho, acha que vai apagar o incêndio sozinho com estas gotas?”.
– “Sozinho, sei que não vou”, respondeu o Beija-Flor, “mas estou fazendo a minha parte”.
            Envergonhada, a águia chamou os outros pássaros e, juntos, todos entraram na luta contra o incêndio. Vendo isto, os elefantes venceram seu medo e, enchendo suas trombas com água, também corriam para ajudar. Os macacos pegaram cascas de nozes para carregar água.
No fim, todos os animais, cada um de seu jeito, acharam maneiras de colaborar na luta. Pouco a pouco, o fogo começou a diminuir, quando, de repente, Deus, o dono da floresta, admirando a bravura destes bichinhos, e, comovido, enviou uma chuva que apagou de vez o incêndio e refrescou todos os animais, já tão cansados, mas felizes.

É comum o desânimo se instalar por concluir que é insignificante a participação. Não importa o tamanho do incêndio, mãos à obra, cada um fazendo a sua parte. Muitos incêndios poderão ser apagados a partir da iniciativa de cada um. Deus completará a obra. Ele mandará a chuva!

sábado, 19 de novembro de 2016

Jeová Nissi

No Brasil, hoje é comemorado o “Dia da Bandeira”, criado no ano de 1889. O quarto dia após a proclamação da república é marcado como celebração ao símbolo maior de nossa pátria.

Algumas curiosidades sobre a bandeira brasileira:
* Quando várias são hasteadas em nosso país, a brasileira é a primeira a chegar ao topo do mastro e a última a descer.
* Quando fica velha, suja ou rasgada, é imediatamente substituída por uma nova. A velha, recolhida a uma unidade militar, que providenciará a queima da mesma no dia 19 de novembro.
* Hasteada no período noturno, é iluminada.
* O verde simboliza as matas, o amarelo, as riquezas do país, o azul, o céu e os rios brasileiros e o branco, o desejo pela paz.
* "Ordem e Progresso", cunhada a partir dos estudos do filósofo francês Augusto Comte, fundador do positivismo.

Valorizar, respeitar e reverenciar a bandeira do país é um ato de cidadania. Mas, como filhos de outra pátria, temos bandeira mais importante. Êxodo 17.15 registra: “E Moisés edificou um altar, ao qual chamou: Jeová Nissi: O Senhor é minha bandeira”.

Está sempre no topo do mastro e nunca desce. Não envelhece, não será incinerada, tem luz própria. É a esperança, apresenta riquezas incomparáveis, a eternidade é seu tempo e a pureza sua marca.

Heloísa

E Heloísa chegou. Saudável, guerreira, significados de seu nome. Encontrou Helena, a reluzente, a resplandecente, significados de seu nome. Helena, serena, amena. Não mais pequena, agora, ajudará a cuidar de Helô.

O lar de Gérson e Elaine foi agraciado com mais uma bênção! A família missionária aumentando.

A chegada de um bebê é um renovar da bondade do Senhor. É como se Ele declarasse: “Continuo acreditando na humanidade, não desisti de vocês!”.

Não é sem propósito que o Deus encarnado veio como um bebê. Crescido e, cumprindo sua missão, recebeu as criancinhas e decretou: “Deixem vir a mim, os pequeninos, e não os impeças, porque são o reino dos céus”. Em outro evento, tomou uma criança, colocou-a no centro da roda e declarou: “quem não se converter e não fizer como criança, de modo algum, entrará no reino dos céus... quem se tornar humilde como esta criança, esse é o maior no reino dos céus... quem receber em meu nome uma criança tal como esta, a mim me recebe”.

Heloísa, você é enviada de Deus. Venha com graça! Com alegria! Com simpatia! Tem uma irmãzinha desejosa de te abraçar e beijar.


“O Senhor te abençoe e te guarde; o Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti, e tenha misericórdia de ti; o Senhor levante sobre ti o seu rosto, e te dê a paz” - Números 6.24-26.

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

SOS divino - V

De uma ouvinte, recebemos a seguinte mensagem sobre a série “SOS divino”:

“Bom dia, pastor. Obrigada. Essa mensagem me falou profundamente. Na realidade, hoje não consigo ouvir Deus falar comigo. Tenho orado muito a respeito de algumas coisas que me tem tirado o sono. Passo noites mal dormidas e oro toda hora que acordo. Submissão talvez seja o que preciso mais nesse momento. Preciso ouvir. É, não ouço. Acho que é isso!”.

É isso. Submissão não é fardo, é descanso. Não é tristeza, é alegria. Não é lamento, é canto. Não é lágrima, é sorriso. Não é dor, é cura.  Não é prisão, é liberdade.  

A maior mensagem que o mundo quer ouvir é o nosso serviço, a nossa obediência e a nossa submissão a Deus. A felicidade só acontecerá quando nos dispusermos a servir, sermos obedientes e nos submetermos às orientações divinas e aos superiores. É o “SOS divino” - Servir, Obedecer e Submeter-se.

Que socorro é necessário agora em sua vida? Qual é a fonte de sua busca? Faça como o salmista: “Dá-nos auxílio, Senhor, para sair da angústia, porque vão é o socorro da parte do homem” - Salmos 108.12.

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

SOS divino - IV

A terceira fonte de socorro da tríade para a felicidade, partindo de atitudes que se pode ter como prática de vida, no sugerido acróstico do SOS divino, é com a letra “S”, submissão.

Submissão surge a partir de duas partículas: “sub e mittere”. “Mittere” é verbo e significa “enviar” ou “mandar”. “Sub” é uma preposição que quer dizer “abaixo de”. Literalmente, temos “enviar para baixo” ou “mandar para baixo”.

Muito simpática a ideia de submissão como “estar debaixo de u’a missão”. No caso, não é submeter-se a alguém, mas a uma missão que, eventualmente, pode envolver uma pessoa próxima.

Os tempos modernos desenvolveram grande rejeição a todo tipo de submissão. O termo e conceito são terminantemente rechaçados como se fosse óbice, obstáculo, à felicidade. Quem assim pensa, esquece-se de Tiago 4.7: “Portanto, submetam-se a Deus. Resistam ao diabo, e ele fugirá de vocês”.

Do livro “A Cabana”, extraímos: "Submissão não tem a ver com autoridade e não é obediência. Tem a ver com relacionamentos de amor e respeito".

Que socorro é necessário agora em sua vida? Qual é a fonte de sua busca? Faça como o salmista: “Dá-nos auxílio, Senhor, para sair da angústia, porque vão é o socorro da parte do homem” - Salmos 108.12.

E não se esqueça da submissão.

terça-feira, 15 de novembro de 2016

ANALZIRA NASCIMENTO: A ENFERMEIRA QUE FICOU

Depoimento sobre Radical causa Impacto


A matéria com o depoimento do Pr. Hudson Galdino da Silva sobre o Impacto Radical teve grande impacto entre os leitores e muita gente que recebia mensagens negativas teve oportunidade de saber o que pensa uma das maiores lideranças batistas do Brasil.

Caso não tenha visto a matéria, clique no link e leia:
http://prneemiaslima.blogspot.com.br/2016/11/pastor-batista-depoe-sobre-o-impacto.html#comment-form

Para Nestor Gomes de Souza, o testemunho de pastores sérios é uma boa referência para todos que desejam se envolver com o Impacto Radical:
"Graças a Deus por pastores como este que incentiva a membresia de sua igreja e de outras a participarem do Impacto Radical. O meu pastor (Arildo Carlos das Neves) também é um grande incentivador. Já somos quase 50 radicais e todos convictos da instrumentalidade da AGIR na direção do Impacto Radical por Deus.

O Pr. Ricardo Conceição, líder na Região Litorânea do estado do Rio e Promotor da Junta de Missões Nacionais, objetivamente declarou:

"O pronunciamento das lideranças é de fundamental importância, visto que opiniões se formam a partir do que se vê, ouve e vive. O Impacto Radical, por certo, é uma ferramenta que leva a uma profunda reflexão sobre as atitudes cristãs vividas e o nosso conhecimento e envolvimento missionário com o Reino de Deus. Obrigado, pr. Neemias Lima e pr. Hudson Galdino pelo impactante parecer". 

SOS divino - III

A segunda fonte de socorro da tríade para a felicidade, partindo de atitudes que se pode ter como prática de vida, no sugerido acróstico do SOS divino, é com a letra “O”, obediência.

Nada pode substituir a obediência e nenhuma atitude pode ser aplaudida se, em algum aspecto, por menor que seja, a desobediência impera.

Saul era rei de Israel. Tinha autoridade dada por Deus para exercício de suas atividades. Foi-lhe ordenado que destruísse todos os amalequitas e os seus pertences. Em vez de obedecer totalmente, o fez em parte, poupando o melhor da terra e o rei Agague. Em nome do Senhor, Samuel o confrontou. Ele argumentou que o melhor das ovelhas e dos bois fora poupado para ser sacrificado ao Senhor Deus. Ouviu do profeta e sacerdote Samuel: "Acaso tem o Senhor tanto prazer em holocaustos e em sacrifícios quanto em que se obedeça à sua palavra? A obediência é melhor do que o sacrifício, e a submissão é melhor do que a gordura de carneiros”.

Obedecer parcialmente é o mesmo que desobedecer. Nenhuma celebração no templo é capaz de encobrir a desobediência.

Que socorro é necessário agora em sua vida? Qual é a fonte de sua busca? Faça como o salmista: “Dá-nos auxílio, Senhor, para sair da angústia, porque vão é o socorro da parte do homem” - Salmos 108.12.


E não se esqueça de obedecer.

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Pastor Batista depõe sobre o Impacto Radical


Uma das maiores lideranças batistas do Brasil apresenta sua visão sobre o Impacto Radical.

Em suas palavras iniciais, enfatizou: "Quero dizer a vocês algumas palavras que considero serem importantes e que por certo sabem, mas o faço em forma de reforço".

Após participar como ACAMPANTE no Impacto Radical, promovido pela AGIR - Agência Missionária Impacto Radical - e se engajar trabalhando como EQUIPANTE em várias edições, observador e crítico que é, sente-se com autoridade para fazer o pronunciamento.

Primeiramente, destaca: "Estive no Impacto Radical que se realizou nesta semana, dos dias 11 a 13 de novembro. Não pude ficar até o final".

E completou: "É maravilhoso ver pessoas serem tratadas e impactadas pela multiforme graça do Senhor, reforçando a sua palavra de maneira diferente do habitual e assim pessoas ouvindo a voz de Deus".

O depoimento é do Pr. Hudson Galdino da Silva, pastor da Segunda Igreja Batista de Cabo Frio há, aproximadamente 30 anos, Secretário Geral da Associação Batista Litorânea Fluminense por mais de 15 anos, foi presidente da Ordem dos Pastores Batistas do Brasil - Seção Estado do Rio de Janeiro e Vice-Presidente da Convenção Batista Fluminense por algumas vezes.

Sobre sua efetiva e constante participação, o renomado pastor batista esclarece: "Nem sempre posso participar. A agenda nem sempre me é favorável. Mas vale a pena participar sempre que é possível".

Em seu testemunho sobre o que representa o Impacto Radical em sua vida, Hudson Galdino não faz rodeios: "Nesse mês de novembro completa dois anos que fui acampante. Dou graças a Deus pelo privilégio de ter participado. Continuo apoiando e incentivando o Impacto Radical por tudo que o ele representou em minha vida e entendendo ser um instrumento forte de Deus para despertamento espiritual sério e digno com o Senhor.

Em suas palavras finais, pr. Hudson Galdino convoca: "Queridos radicais, continuem orando, se envolvendo, participando e motivando outros a participarem. Por tudo que representou em você e em outros, vale a pena sempre. Entendo que o Impacto Radical é instrumento de perfeição de caráter em vidas e de despertamento espiritual".