segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Deus é capaz de multiplicar o pouco que você tem



Uma multidão ouve atenta os ensinos do mestre. O dia passa e a noite se aproxima. Preocupados, os discípulos sugerem despedir o povo, pois estavam com fome. Ouvem de Jesus uma ordem muito difícil: “Daí-lhes vós de comer!”.
Mas como? Sendo uma multidão, longe da cidade e sem dinheiro, como alimentar aquele povo? É sabido que um rapazinho tem um lanchinho (prevenido ele!). Mas, apenas cinco pães e dois peixinhos.
Quem deu a ordem sabia a solução. Orienta-os a mandar o povo sentar. Ora. Manda distribuir os pães. Acontece o milagre. Todos se alimentam e ainda sobra. Ele manda recolher as sobras.
Lições: Deus multiplica o pouco que dedicamos a ele. Ninguém precisa passar necessidades de pão ao nosso lado. Ninguém é tão pobre que não possa oferecer (aquele menino nunca imaginava que seria canal para abençoar tanta gente). Não desperdice o que Deus multiplica, guarda, amanhã pode fazer falta.
Eu era um menino, não era em Barbacena, em Cardoso Moreira. Muitas dificuldades. Deus multiplicou várias vezes o pão. À semelhança da multiplicação dos pães e peixes que aquele rapaz levou para seu lanche, em nossa casa, Deus multiplicou várias vezes o alimento.
Uma vez foi assim: cheguei da escola, almocei angu e sabia que, para o jantar, somente angu. Gosto muito de angu, mas, naquela época, para um adolescente, era difícil saber que só angu seria o prato. Antes de sair para vender os doces, ajudando no sustento da casa, deixei um anzol de espera no Rio Muriaé. Era do tipo varejo, aquele que não tem vara, só a linha com o anzol e você atira-o bem longe. Quando voltei, fui conferir. Estava pesado. Pensei tratar-se de um galho agarrado, tão comum descer aquele rio. Assim que se aproximou da margem, um estacão. Levei um susto. Controlei e quando trouxe à margem, um lindo piau rosa, bem grande. Nunca pescara um assim. Em casa, mamãe conseguiu uns tomatezinhos com a vizinha, fez um molho e o angu tornou-se um lauto jantar.
É apenas uma experiência. Ele multiplicou várias vezes. De várias formas. Confie n’Ele, pois pode multiplicar ainda hoje.
Ah, e o caso do piau não é história de pescador. É milagre!

Um comentário:

  1. DEUS É TREMENDO! SÓ ELE PROPORCIONA HISTÓRIAS QUE FAZEM A VIDA VALER A PENA!

    ResponderExcluir